...
Feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
® Talentosos Escritores 2011/2015 - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

Postagem em destaque

O sorriso que muda tudo - Texto Especial

Engraçado quando você gosta de uma pessoa e ela não te dá nenhuma chance. Não corresponde seus olhares, alega que a distância é um fardo eno...

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Google+ Followers

Featured Posts

Social Icons

Arquivo do blog

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você
Clique e conheça! Por Adriana Vieira

Arquivados

Tenha Talentosos Escritores no seu E-Mail

Compartilhe suas ideias!

Compartilhe suas ideias!

Em breve!

Marcadores

Traduza!

@Leoangellus

Anuncio!!

Leitor (a) da Semana

Leitor (a) da Semana
Quem será o próximo (a)?
"O site Talentosos Escritores" estará passando por mudanças em breve. Portanto, a ausência de postagens de conteúdos importantíssimos como as novelas por exemplos. Mas isso é algo que estamos organizando, tempo ao tempo. Eu, como administrador, estou contando com uma equipe boa pra poder fazer o site cada vez melhor. A gente está se reunindo pra obter novidades em alta pra você, que nos acompanha há muito tempo. Peço desculpas pela demora dos conteúdos e a gentileza de aguardarem pacientemente. O Talentosos Escritores vai mudar, mas tenho certeza de que será pra melhor ok! Um grande abraço a todos." - Leandro Angellus

Oferta Amazon!

sexta-feira, 20 de junho de 2014

"Carmem" - 4°Capítulo


soldado a apisana.jpg
A multidão se ajuntou em volta da cena do rapaz rendendo o rapaz com a arma e começaram a aplaudir o acontecido e ali foi como que proclamado herói daquela situação. O encoxador se sentou no chão e José se pôs ao lado dele junto com outros homens passageiros do trem e outras pessoas que se aproximaram para intimidar o agressor e não deixá-lo fugir. O policial guardou sua arma na mochila e estava um pouco embaraçado e furioso com aquela situação, pois não podia se apresentar em pleno público e em pleno perigo da cidade grande que era policial. Mas naquele momento tinha que cumprir com o seu dever.
           Carmem veio correndo com as bolsas n mão junto com outras pessoas e as mulheres que a estavam apoiando naqueles momentos de incidente, e começaram a gritar e xingar o sujeito imóvel sentado no chão.
          
Quase quiseram lincha-lo, mas diante de uma autoridade policial que e representava ali, ninguém podia fazer nada daquilo. Enquanto o pessoal xingava e falava esbravejando para o bandido e desejando até a morte dele, Carmem prendeu sua atenção no rapaz que a salvou.
    ele já estava com o rádio telefone na mão e já estava tomando providências com o interlocutor do outro lado da linha.
    - Quero pedir apoio de uma viatura para a estação… ( olhou de um lado para o outro tentando se localizar onde o trem tava parado).
    As pessoas começaram a ajuda-lo identificando o nome da estação e o local e ainda insultando o bandido qe estava cabisbaixo sentado com a multidão á sua volta.
    -Tem que elevar logo esse safado daqui antes que a gente resolve acabar com a raça desse camarada!
    -Ninguém vai tocar no detido. Ele já está sob custódia!
    Carmem ficava olhando para o rapaz moreno á sua frente, tão moço e já com tanta voz de autoridade.
    E josé voltou a falar no rádio.
    - Uma ocorrência corriqueira por aqui! Mais um delinquente encoxador no trem aqui. To indo pra casa vindo do Batalhão e no trem no horário que eu viajo houve esse caso aqui. Por sorte tava no mesmo vagão que eu e a confusão do pessoal me alertou! Por favor, mande uma viatura rápido!
        José guardou o rádio e sob os olhares de todos viu que a situação estava sob controle, mas o que ele mais queria era sair dalí e chegar em casa logo e tomar um banho. Um pouco mais tarde teria que se preparar para receber uma ligação especial de sua noiva Micaela que estava viajando numa caravana religiosa e ele estava ansioso de saudade e doido pra falar com ela e sair logo dalí daquela confusão.
        - Quem é a vítima da situação aqui !?
        Carmem quase não conseguia falar, pois estava momentaneamente extasiada em olhar para o cabo José. Além disso, nunca ninguém antes se postara assim para defendê-la como fez aquele moço, embora como dever dele como policial.
        O rapaz se aproximou dela olhando-a e as sobranceiras grossas do moço parecia na mente de Carmem que ia engoli-la e a forma de seu rosto a impressionava  naquele momento.
        “moço bonito”- pensava ela.
        -Tá tudo bem com você moça? Ele te fez alguma coisa a mais !
        -Não. Tá tudo bem comigo agora! – Carmem quase não conseguia falar.
-Precisa registrar uma ocorrência na delegacia!
        -Olha moço, vai ser um saco viu? Sair da estação, ir pra delegacia depor, ai! Ai!... To doida pra chegar em casa ! To cansada!
    O semblante duro do rapaz relaxou um pouco e ele acabou concordando com Carmem.
        -Pra falar verdade to doido pra chegar em casa também. Vc sabe como as viagens nesses trens todos os dias estressa.
        -Verdade! – ela abriu um sorrisinho.
        -Mas você é quem sabe. O rapaz tá detido e há testemunhas. Mas se vc quiser fazer um boletim de ocorrência...
        -Apesar de que eu quero ver safado como esses atrás das grades eu tô afim de ir prá casa moço... aliás, qual o seu nome?
        - José. – ele estendeu a mão para ela- cabo José. As suas ordens.
        Carmem estendeu sua mão prá ele, com a outra segurando a outra á tiracolo e ficava olhando para ele ainda extasiada. Todos os que se aproximavam dela e a flertavam queriam mais do que olhar para ela e se dispor para ela, pelo contrário só queriam usá-la e se aproveitar de seu corpo e sua beleza.
        Parecia que pela primeira vez alguém como aquele moço desconhecido ali além de salvá-la daquela situação vexatória, ainda e ainda ser tão educado com ela. Era um momento que ela não podia esquecer e não podia deixar passar aquela oportunidade de falar com uma pessoa como ele.
        Enquanto isso, as câmeras de segurança da estação captava o tulmuto alí presente e o maquinista por hora estava impedido de prosseguir com o trem o que atrasaria mais a viagem.  As pessoas em volta curiosas outros com celulares filmando o evento local aguardavam por um desfecho de toda aquela confusão.


Um caso real de um encoxador preso pela Polícia Civil



      *

         Ao contrário de Tony Scamillo que ao longo de uma estrada remota já longe de Paris, parecia ( ele olhou pelo retrovisor ) o carro dos paparazzi parecia tê-lo perder de vista, ele pôde parar num acostamento para respirar um pouco e descansar.
      - Pô,até que enfim que esses caras saíram do meu pé !

      Afinal já estava dirigindo por algumas horas e depois de algumas fugas dele com o potente e a leveza do seu Posch, Camillo parecia ter escapado dele.

      Saiu do carro por um pouco e se encolheu no sobretudo que estava vestido sob o impacto do inverno daquele continente. Estava livre finalmente- pensava.


    Pegou o telefone inquieto e digitou um número conhecido olhando de um lado para o outro da estrada com medo de ser reconhecido. Se não tivesse dispensado os seguranças naquele dia, talvez não estaria passando por aquele sufoco e poderiam mais facilmente driblar a Imprensa.
     Do outro lado da linha, na Suíte de um luxo Hotel ainda em Paris, a telefonista passou a ligação para um rosto gordo e bonachão que tão logo atendeu:
- É você? alguma coisa?

     Mário Sebástian estava muito satisfeito com o contato de Camillo de novo, e era um dos primeiros dos muitos que teria com o jogador que seria sua grande jogada empresarial.

  - Você está aonde?

  - Estou quase na fronteira. prestes a atravessar o Canal da mancha prá Inglaterra. Estava sendo seguido.

O rosto de Sebástian ruborizou e afastou o charuto da boca onde ia dar mais uma tragada:

   - Como assim ?

  - Acho que vou precisar de ajuda. Os paparazzis daquele conhecido tablóide de notícias estavam me seguindo mas consegui me safar em direção à fronteira. Mas temo que eles e outros me descubram e atrapalhem o meu caminho.

   - Já contato o Clube e os seus seguranças na Grã-Bretanha?

   - Não iria adiantar ! Estaria ainda longe demais para virem ao em seu socorro! Estou mais perto de você do que deles. Concorda?

 - complètement. - disse Sebástian num bom francês a que estava acostumado.- Mas precisamos tomar providências para te tirar dessa enrascada.

   - Como assim, precisamos ?

  - Ora,meu caro, afinal de contas vamos nos tornar sócios ou não, conforme conversamos no Champ's hoje ?

  - Com certeza ! - Scamillo hesitou um pouco, sob o impacto do susto daqueles momentos. - Mas o que pretende fazer ?

  - Precisamos tomar providências ! Você está em que ponto da Rodovia?

  - A pelo menos à uns quarenta minutos da fronteira perto de Coquelles.

  - Continue seguindo a rota. Logo nos encontraremos. E é só. Não podemos perder mais tempo.

      E desligou o telefone deixando Scamillo desembaraçado do outro lado da linha. Por um momento ficou sem entender. Mas sabia que de fama, Sebástian era um homem prático e que ele tinha muitos contatos na França e de alguma forma algo ia acontecer para ele sair daquela enrascada, que aliás parecia que não ia acabar, pois lá de longe ele pôde vislumbrar o carro dos repórteres que teimavam em alcançá-lo.

Tony entrou rapidamente no Posch e deu imediatamente a partida fazendo deslizar os pneus de tração no momento em que deu partida.
     -Il pensait qu'il allait se débarrasser de nous! Mais nous allons y arriver- Falou um deles!
     "Ele pensou que ia se ver livre de nós! Mas vamos alcançá-lo !"

- Nous demandons pra Londres et de déclencher l'un des correspondants de là. Il ne peut pas échapper à la caméra à travers la Manche.
     "Vamos ligar prá Londres e acionar um dos correspondentes de lá. Ele não pode fugir das câmeras do outro lado do Canal".


      Mais nous suivons de toute façon!

     "Mas vamos segui-lo assim mesmo!"
     E recomeçar perseguição a Scamillo que estava cada vez mais disposto a fugir deles e o carro desta vez parecia tomar mais velocidade. Tinha que ser rápido. 

Scamilo como todo jogador de quilate milionário também e alvo da Imprensa europé
Scamilo como todo jogador de quilate milionário também e alvo da Imprensa europeia









     Estava cansado já daquela rotina estafante de  repórteres, paparazzis e a espoeculação c ontinua sobre sua carreira e que lhe tirava sua privacidade de vida e locomoção até nas cidades da Europa.
     Queria fugir a todo custo de mais aquela enrascada e logo acionou o acelerador do carro que de modo que o veículo já quase alcançava os 150 km por hora na estrada que dá prá Cidade de Coquellés, fronteira on de começa o canal da mancha e a faraônica construção do Eurotúnel onde liga Coquellés na França à cidade de Folkestone, Kent,  no Reino Unido.
     *
      Sebástian Pástian  não podería se furtar de usar sua influência e seu podería para salvar o seu "pupilo" daquela situação. Tony Scamillo era o pupilo milhões e daqueles momentos em diante ainda que não estivesse formalizado, mas ele iría reprojetar o jogador no Brasiul e em um time influente da nação e seria uma jogada de Marketing até para sua e imagem empresarial. E iria surpreender mais ainda a imprensa tupiniquim com uma grande surpresa e que envolvia umna manipulação milionária de uma patrocinadora da Copa de 2014 que seria no país para a entrada do jogador e surprender a todos.

     E alí na Europa ele não poderia deixar de fazer o que fosse possível para cercear "seu jogador" para preserva-lo e leva-lo para o Brasil.
    Quando estava se aproximando do Eurotúnel apesar das regras do limite de velocidade ele avançou, mas o carro dos paparazzi seguia atrás dele também em alta velocidade. Os caras também aumentaram a velocidade foram dispostos a chegarem mais perto o possível do carro de Scamillo apesar do Posch ser mais potente.
     Um helicóptero surgiu por cima deles de cima e o piloto, a pedido do contratado" resolveu dar um rasante quase na estrada quase em cima dos dois. Scamillo estava assustado com aquilo e já estava perdendo o controle da situação. Pensava que era mais uma equipe de repórteres que o estavam fazendo parar.
     Mas mal sabia ele que aquilo era providências de Sebástian Pástian para contornar aquela situação e resgatá-lo. De cima os homens de Sebástian Pástian da aeronave ligavam para o celular de Scamillo que do carro mesmo com a alta velocidade e a habilidade que ele tinha, ainda assim levou a mão no bolso para atender e não perdendo a atenção ao helicóptero que parecia mesmo o perseguir.

Inspiração do game Counter Strike para essa cena.

      
      A cidade de Coquellés, perto do Eurotunel, já estava quase se aproximando e quando os paparazzi observaram que o Posch do jogador começou a balançar na pista, perdendo a velocidade. De fato Scamillo com uma das mão e tentando atender o telefone já não podia controlar o veiculo perto de uma curva e ainda pôde ouvir do outro lado da linha.
      - Arrêtez la voiture près de la frontière que nous allons le sauver! - era Sebástian Pástian no seu bom francês, do outro lado da linha pedindo que "Pára o carro perto da fronteira que vamos resgata-lo !"  
     Scamillo confuso por ouvir a voz do empresário do outro lado, entendeu então que ele estava envolvido naquele evento de tentar tira-lo daquela situação, e percebeu então que aquele helicóptero tinha algo a haver com aquilo.

        Mas aí era tarde demais para ele recompor seus reflexos e...
      -Mon Dieu! Regarde ça!
        "Meu Deus! Olha aquilo" ! - Diziam os repórteres paparazzis do carro deles.

      Diminuíram a velocidade para não impactar com o carro de Camillo que estava desgovernado.
     -Une catastrophe se produit!
     Vai acontecer uma desgraça !

      Do pássaro mecânico que sobrevoava observando aquela cena, lá estava ele. Ele que tomou aquela atitude para salvar Tony daquela enrascada; Tony que pensou que era outra equipe de repórteres paparazzi.

      - Meu Deus! O pior não pode acontecer! -  Sebástian Pàstian ja olhava para aquela cena quase que desesperado e o que ele mais temia não podia acontecer. Perder seu jogador. Sua mina de ouro que podería fazer prosperar seus negócios,principalmente depois dele começar a negociar o passe dele.

      Scamillo queria frear numa tentativa brusca de reduzir a velocidade ante á curva que vislumbrava a sua frente ,mas não conseguiu o Posch deslizou na pista começando uma serie de capotagem e que foi parar lá alguns metros à frente.


      O carro que vinha um pouco mais atrás dos paparazzi e os outros que reduziram a velocidade para escapar de um possível engavetamento ainda puderam sentir o impacto da explosão do carro de Tony que foi parar desgovernado ainda na pista e com as rodas para cima em chamas.


     Do helicóptero, Sebástian viu o clarão da explosão das chamas do carros que varou túnel a dentro desgovernado. 
  - Mon Dieu quelle honte! - gritou ele horrorizado dentro da aeronave.



Scamillo sofre um grave acidente e
 isso póde fustrar os 
planos milionário de Sebástian Pástian

*
 *      *
*
←  Anterior Proxima  → Inicio
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Meu Canal no Youtube

Novidade!!

Blogs Brasil

Google+ Badge

Ajude o site e ganhe um brinde exclusivo!

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Siga-nos por E-Mail

As Top 5+!

Frase do Dia

Seguidores