...
Feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
® Talentosos Escritores 2011/2015 - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

Postagem em destaque

O sorriso que muda tudo - Texto Especial

Engraçado quando você gosta de uma pessoa e ela não te dá nenhuma chance. Não corresponde seus olhares, alega que a distância é um fardo eno...

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Google+ Followers

Featured Posts

Social Icons

Arquivo do blog

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você
Clique e conheça! Por Adriana Vieira

Arquivados

Tenha Talentosos Escritores no seu E-Mail

Compartilhe suas ideias!

Compartilhe suas ideias!

Em breve!

Marcadores

Traduza!

@Leoangellus

Anuncio!!

Leitor (a) da Semana

Leitor (a) da Semana
Quem será o próximo (a)?
"O site Talentosos Escritores" estará passando por mudanças em breve. Portanto, a ausência de postagens de conteúdos importantíssimos como as novelas por exemplos. Mas isso é algo que estamos organizando, tempo ao tempo. Eu, como administrador, estou contando com uma equipe boa pra poder fazer o site cada vez melhor. A gente está se reunindo pra obter novidades em alta pra você, que nos acompanha há muito tempo. Peço desculpas pela demora dos conteúdos e a gentileza de aguardarem pacientemente. O Talentosos Escritores vai mudar, mas tenho certeza de que será pra melhor ok! Um grande abraço a todos." - Leandro Angellus

Oferta Amazon!

quinta-feira, 10 de julho de 2014

26º e 27º Capítulo - Distante Amor

Antes que o clima esquente e Jéssica tenha uma má impressão, Danilo decide agir em sua defesa imediatamente, tentando eliminar qualquer intriga da ex.
_Só uma correção Victoria: não somos mais namorados. Você é minha ex agora e está envolvida com quem dizia ser o meu melhor amigo: o Júnior.
Victoria sorri debochadamente e Jéssica encara o rapaz séria.
_Ah os homens são todos iguais. Não se deixe enganar Jéssica.
_Eu confio em Danilo. _diz Jéssica, firme.
_Desde quando? _ela continua a sorrir.
Danilo decide acabar com aquele papo.
_Por que está aqui Victoria? O que você quer comigo?
_Eu quero você Danilo! _diz ela, sensata e sem medo algum.
_Danilo é meu! _diz Jéssica se revoltando.
_Eu sei que você ainda me ama Danilo e só está com ela por ficar. _declara Victoria, dando de ombros as palavras de Jéssica.
_Você é realmente louca! Sair de Sampa pra vir pra cá falar tais asneiras. Você perdeu Victoria! Eu estou com a Jéssica e ninguém vai impedir de ficar com ela. Nem mesmo você! _diz Danilo firme e grosso.
_Você vai acabar cansando dessa aventura Danilo e vai voltar para os meus braços. E olha digo mais Jéssica: não se surpreenda se ele demorar a voltar para vir ao Rio não. Ele está comigo na minha cama. _diz Victoria, exagerando um pouco.
Jéssica decide avançar sobre ela mas Danilo a segura.
_Fique longe do Danilo! Como ele mesmo disse: você perdeu e eu estou com ele agora e ninguém vai conseguir impedir de ficarmos juntos pra sempre.
_Venha meu amor! Não vamos ficar dando ouvidos á ela.
Danilo pega Jéssica pela mão e decide se afastar de Victoria, que fica com raiva da jovem.
_Eu não vim para o Rio em vão. Você me paga Jéssica e Danilo. _diz ela, pensativa.
Do outro lado da esquina, quem vê a cena é Victor Hugo, que sorri por dentro.


Já Danilo e Jéssica resolvem conversar sobre Victoria.
_Olha desculpa pelo transtorno com a minha ex. _diz ele. _Nunca pensei que ela viria de São Paulo atrás de mim.
_Tudo bem. Pelo menos eu sei agora que ela ainda não desistiu de você.
_Eu vou conversar com ela depois e tentar entender o que está acontecendo. Poxa, eu nunca pensei que ela causaria uma situação dessas justamente com a gente. _ele se indigna.
_Danilo, ela ainda sente algo por você. Eu percebi de cara!
_Mas eu não sinto mais nada por ela. Ela tem que entender isso.
_Tem certeza?
Danilo a encara e se aproximando de Jéssica, ele a toca em seu rosto devagar.
_A única pessoa que me interessa é você.
_Eu estou preocupada. Sua ex não vai desistir de você. Eu já estou vendo isso.
_Amor...



_Danilo, você vai voltar para São Paulo amanhã e eu vou estar no Rio. Vamos nos distanciar de novo. Eu juro que não queria isso. Mas cada um de nós temos que seguir né com nossas vidas.
_Que papo é esse agora? Eu não lhe disse que vou voltar pra te buscar? Não estou entendendo.
_Tudo isso é muito complicado. Eu sei que você me ama. Eu também sinto algo de especial por você. Mas como faríamos pra continuar juntos, com essa distância?
_Distância não significa nada quando temos razões pra nos fortalecer. O amor. Jéssica, o amor que tenho por você é maior do que tudo. Maior do que o meu trabalho, minha faculdade, meus planos. Tudo.
Uma lágrima cai dos olhos da jovem.
_Eu tenho medo de que o tempo afaste a gente.
_Eu também tenho, mas olha. _diz ele, pegando em sua mão fortemente. _Quero te fazer uma promessa olhando no fundo dos seus olhos. Eu não vou te esquecer e nem portanto, demorar a voltar pra te encontrar ok!
Jéssica olha pra Danilo sério e a abraça fortemente, afagando seus cabelos por trás.
_Eu sei amor. Vamos ficar juntos pra sempre.
_Claro! Pra sempre! Haja o que houver, eu vou pensar em você sempre. _diz ele, sendo sincero.
_Eu te amo Danilo! _diz a jovem, o abraçando fortemente.
Victoria telefona pra Katiele e quem atende é Bárbara.
_Oi! A Katiele se encontra?
_Ora se não é a princesa Victoria procurando saber dos seus subordinados. _diz Bárbara, ironizando.
_O quê? _Se faz de desentendida Victoria.
_O que quer com a minha filha hein?
_Eu preciso conversar com ela. Pode chama-la?
_Desculpa Victoria mas minha filha está ocupada e não pode atende-la nesse momento. Liga mais tarde!
_É importante! Por favor!
_Sei. Tão importante que viajou para o Rio atrás do Danilo e nem sequer se despediu de minha filha. Ah e tenho outra coisa a dizer: Júnior está ciente de sua viagem e não gostou nada nada.
_Como assim? Quem disse á ele?
_Não importa. Bye Bye! _ e ela desliga o telefone.
Victoria fica enfurecida e começa a gritar ao perceber que a linha caíra.
_Sua bruxa velha!
Katiele encontra a mãe colocando o telefone no gancho.
_Mãe, eu ouvi o telefone tocar. Quem era?
_Sua amiga Victoria.
_Mãe, o que a senhora disse á ela?
_Que você estava ocupada.
_A senhora não fez isso né?
_Fiz e faria de novo.
_Eu vou ligar pra ela.
_Nem tente. Aprenda a se valorizar minha filha. Tem muitas amizades boas e ruins por aí. Afaste-se do que é ruim e se aproxime de quem realmente tem caráter.
_Muito obrigada pelo conselho ta! _diz Katiele, indo pro quarto.
_Um dia você vai me agradecer. _diz ela, falando sozinha na sala.
Jéssica e Danilo se beijam apaixonadamente e os dois vão para o hotel. No mesmo quarto, os dois continuam se beijando e um falando palavras bonitas para o outro. De repente, Danilo avança um pouco, tirando a camisa e levantando a blusa dela.
Entre carinhos e beijos, vai rolando um clima mas...
_Desculpa Danilo! Eu não posso.
O rapaz então se contém e respeita a decisão dela.
_Eu é que peço desculpas. Não deveria ter me excedido.
_Tudo bem. Eu também me excedi um pouco. Mas é que não estou pronta ainda.
_Eu entendo.
_Vai ficar chateado se não rolar?
_Não amor. Que isso! Tudo tem o seu tempo.
_Obrigada! Você é um anjo. _diz ela, abraçando-o e o beijando nos lábios.
_Posso te fazer uma pergunta?
_Sim. _diz ela.
_Você nunca fez isso com ninguém?
_Não. Eu e o Victor nunca chegamos a estar no mesmo quarto.
Danilo fica surpreso.
_Quer dizer que estou sendo o primeiro cara a te convidar pra ficar no mesmo quarto?
_Sim. Você é o primeiro cara.
_Nossa! Você é muito especial sabia?
_Você é mais Danilo. Nunca me senti tão bem quando estou perto de você. _diz Jéssica feliz.
Danilo sorri e a abraça ainda mais.

Eleonora e João passam a noite juntos e ambos perdem a hora de voltar pra casa. Edmílson fica acordado a noite toda esperando por Eleonora e preocupado se aconteceu algo com ela.
_Onde será que ela está meu Deus? _ele fica tenso e nem consegue dormir direito.
Eleonora chega em casa de madrugada e Edmílson ronca no sofá.
_Pobrezinho. Dormiu me esperando. Eu vou tomar um banho. Estou cansada. _diz ela, indo pro banheiro.



Algumas horas depois, ela o acorda.
_Amor, vem dormir no quarto! Está frio pra ficar na sala.
Edmílson desperta e olha pra ela, com a cara cheia de sono.
_Onde você estava? Fiquei preocupado e acabei pegando no sono.
_Desculpa. Bateria do meu celular está cada vez pior. Descarregou. _e ela mostra o celular desligado.
_Poxa amor quantas vezes te pedi pra comprar uma bateria nova hein? Assim não dá viu. _diz ele chateado.
_Já está tarde amor. Vamos conversar sobre isso depois. Vem dormir vem! Ta muito frio aqui e você pode até pegar um resfriado.
_Adoro quando você cuida de mim.
_Mas é claro que eu tenho que cuidar. Você é meu lindo e merece tudo de mim. _diz ela, o pegando pela mão e levando-o pro quarto.

Jéssica liga para os pais e mente que vai dormir na casa de Suzane. Ingrid acredita e diz que está tudo bem. Amaury pergunta pela filha.
_Onde está Jéssica?
_Na casa de Suzane. Relaxa! Ela vai ficar bem.
_Não estou gostando disso.
_Nossa filha é ajuizada. Você sabe disso.
_Eu sei. Eu só me preocupo um pouco com essa relação dela com esse Danilo.
_Bom, pelo menos ele provou ser um bom rapaz. Eu gostei dele!
_Ele é uma pessoa bacana mesmo. E ama de verdade a nossa filha. Não tem como negar. O que me preocupa também nisso tudo é que Victor Hugo ganhou um concorrente e o encontro que teve com Danilo deu a perceber alguns atritos.
_Realmente você tem razão. Victor chegou numa hora imprópria. E tudo foi tão rápido e casual.
_Eu não tenho restrições com o Victor. Ele foi namorado de nossa filha e pode nos visitar o dia que quiser.
_Eu também não tenho, mas ele precisa entender que Jéssica está em outra e você sabe perfeitamente que ex e atual dentro do mesmo espaço não dá certo.
_Há casos e acasos. Para alguns levam de boa. Não é assim que os jovens hoje em dia falam.
_Sim. _diz Ingrid sorrindo.
Na manhã seguinte, Victoria desperta do seu sono com o toque do despertador e vai no banheiro lavar o rosto.
A cena do encontro com Jéssica e Danilo não lhe sai da mente.
“ Você é realmente louca! Sair de Sampa pra vir pra cá falar tais asneiras. Você perdeu Victoria! Eu estou com a Jéssica e ninguém vai impedir de ficar com ela. Nem mesmo você! ”
_Vamos ver quem vai vencer essa parada. Se é a garota virtual ou a garota real em carne e osso. _diz Victoria refletindo. _Se prepare Danilo porque o jogo vai virar!

Danilo acorda Jéssica com um beijo.
_Bom dia meu anjo! _diz ele, sorrindo.
_Bom dia príncipe! _diz ela, feliz.
_Você dormiu como um anjo ao meu lado. Por mim, ficaria o tempo todo assim com você. Nem sairia da cama.
_Eu também, meu amor. Mas temos que voltar pra realidade né?
_Só que eu não quero voltar agora não. Vamos ficar mais um pouquinho vamos! _diz ele, a abraçando fortemente e a enchendo de carinhos.
_Pára com isso! _diz ela sorrindo. _Bobo!



_Ah Jéssica só de pensar que vou pegar a estrada novamente eu fico até chateado sabe?
_Fica assim não! Você vai mas uma parte de você vai ficar aqui no Rio.
_Eu vou contar cada minuto pra voltar novamente viu.
_Eu sei meu amor. Eu vou estar aqui sempre te esperando. Fica tranquilo!
_Bom, vamos tomar café juntos! Acredito que você ainda tem faculdade hoje né?
_Nossa! Eu até me esqueci disso. _diz ela sorrindo. _Tenho um trabalho pra entregar e é muito importante, mas dá tempo de tomarmos café juntos.
_Ainda bem senão eu ia ficar muito chateado.
_Bobo! Que horas você pretende viajar?
_A tarde. Talvez eu passe na casa dos seus pais pra me despedir.
_Suzane. Eu tenho que avisar a ela que você vai viajar. Ela queria se despedir de você também.
_Ela pode me encontrar na rodoviária se preferir.
_Com certeza! Amor, e quanto a Victoria? Talvez ela vá na rodoviária também.
_Jéssica, meu coração é seu tá! Fica tranquila! Se ela for tudo bem. A gente ignora. Mas fique ciente de uma coisa: assim que as coisas estiverem resolvidas em Sampa, eu volto ok!
_Ta bom meu gato! _diz ela, abraçando-o fortemente.
Em seguida, os dois tomam café juntos e depois vão pra casa de Ingrid e Amaury.
_Então você vai mesmo ir embora? _pergunta Amaury.
_Sim. Eu estou viajando hoje à tarde. _diz Danilo. _Mas estarei de volta em breve.
_E o que você achou do Rio? _pergunta Ingrid.
_Eu achei tudo aqui maravilhoso. Tive uma boa companhia.
_Que bom Danilo! Eu espero te ver de novo em breve. _diz Ingrid, contente.
_É isso mesmo rapaz! Vê se não some. _completa Amaury.
_Pode deixar. _diz o rapaz, apertando a mão de Amaury e abraçando Ingrid. _Agora que encontrei a sua filha, jamais vou deixa-la só. _ele direciona seus olhos para Jéssica que sorri feliz.
Enquanto isso na faculdade, acontece um festival de Curtas promovido pela Secretaria de Cultura e os alunos prestigiam o evento. Katiele observa Júnior conversando com algumas meninas e não se importa. Maxi a encontra por ali.
_Katiele! _ele a chama e ela atende seu chamado.
_Oi Maxi!
_Oi! Tudo bem? _ele a cumprimenta, beijando seu rosto.
_Tudo certo.
_Que bom! Olha, preciso muito conversar com você.
_Em que posso ajudá-lo?
_Andrielle. _ele responde de imediato.
Conversa vai e vem, os dois dialogam sobre a jovem.
_Quer dizer que ela está a fim de outro cara?
_Maxi, você é um carinha legal e Andrielle gosta de você.
_Eu não quero que ela goste de mim como amigo. Eu posso dar mais pra ela do que amizade.
_Que romântico isso! Eu sei que você quer muito isso, mas sei lá eu acho meio difícil. Pelo menos eu vejo por esse lado. Conheço Andrielle há bastante tempo.
_Eu gosto dela ainda. Queria tanto que ela me desse uma chance. Que esquecesse esse carinha ae e me visse com outros olhos entende?
_Entendo. Bom, mas continue tentando. Quem sabe você não consegue ganhar o coração dela.
_Você acabou de dizer que é difícil. Eu não teria chances.
_Difícil é, mas impossível não. Acho que o tempo resolve tudo Maxi e se você ir devagar, possivelmente consegue algo.
_Você é demais Katiele! Obrigado mesmo por tentar me ajudar.
_Que nada! Se você gosta, vai até o fim. Eu estou torcendo por você. _diz Katiele sorrindo.
Bárbara encontra João na rua. O rapaz está a caminho da faculdade.
_Oi João! Tem alguma novidade pra mim?
_ D. Bárbara, acho melhor desfazer o trato com a senhora. Tenho o meu emprego e não quero me comprometer.
_ Eu não estou lhe entendendo. Você vai desistir do nosso acordo?
_Eu acho melhor. Desculpa!
_ Bem que eu desconfiei. Nesse angu tinha caroço. Olha aqui quem faz trato com Bárbara Alencar não volta atrás ouviu bem?
_ Mas D. Bárbara...
_ Sem mais nem menos. Você vai até o fim agora.
_ Eu não posso. Estou me envolvendo com a Eleonora e se ela desconfiar que estou fazendo um plano com você pra prejudicar a relação dela, eu a perco pra sempre.
_ Meu filho não pode continuar sendo enganado por essa mulher. Você precisa me ajudar!
_Eu amo a Eleonora, D. Bárbara!
_Nossa! Que mau gosto você tem. Deus me livre!
_Por amor, eu faço tudo. Até mesmo desfazer o trato que fiz com a senhora. Desculpa! _diz ele se afastando e a deixando na rua.
_O que eu vou fazer agora sem provas? Meu filho precisa saber quem é Eleonora. Ah meu pai, me ajuda! _ela fala sozinha.
A campainha toca e Victoria atende a porta.
_Que surpresa! _diz ela ao abrir e receber Danilo.
_Oi Victoria! Será que a gente pode conversar?
_Entre! _diz ela, o convidando a entrar.
Danilo entra e Victoria pergunta se quer beber algo. Ele recusa e agradece.
_Eu não esperava vê-lo aqui.
_Nem eu esperava te encontrar depois do papelão que fez ontem. O que tem na cabeça hein?
_Olha Danilo: eu vim pro Rio pra te encontrar e tentar novamente uma chance da gente ficarmos juntos.
_Não fala mais nada. Eu só vou te dar um aviso: fique longe de mim e da Jéssica e caia na real de uma vez por todas. Eu não te amo mais e nem quero mais nada com você.
_Nossa! Essa garota mudou muito você né?
_Mudou sim pra melhor. O que ela fez por mim você não faz ideia alguma.
_Vai me desmoralizar agora? Se for pra entrar em meu quarto e me deixar pra baixo, peço que se retire.



_Eu só estou tentando te mostrar que não sou mais o Danilo de antes. Eu mudei e quero ser feliz agora e te desejo o mesmo pra sua vida.
_Ótimo! Eu não vou desistir de você e espero que não se decepcione com a Jéssica. Um dia vai bater na minha porta e eu gentilmente vou atender porque ainda sinto que a gente vai ficar junto pra sempre.
_Não espere isso de mim Victoria porque nunca vai acontecer. Ah e uma última coisa: melhor você preparar suas malas e voltar pra casa. O seu objetivo não era ficar no Rio por minha causa? Então estou voltando pra Sampa hoje mesmo e acho que você não tem razões nenhuma pra ficar aqui. Passe bem! _e ele sai porta afora, deixando-a séria.
_Eu odeio você Danilo! _e ela quebra um vaso no chão de raiva.
←  Anterior Proxima  → Inicio
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Meu Canal no Youtube

Novidade!!

Blogs Brasil

Google+ Badge

Ajude o site e ganhe um brinde exclusivo!

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Siga-nos por E-Mail

As Top 5+!

Frase do Dia

Seguidores