...
Feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
® Talentosos Escritores 2011/2015 - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

Postagem em destaque

O sorriso que muda tudo - Texto Especial

Engraçado quando você gosta de uma pessoa e ela não te dá nenhuma chance. Não corresponde seus olhares, alega que a distância é um fardo eno...

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Google+ Followers

Featured Posts

Social Icons

Arquivo do blog

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você
Clique e conheça! Por Adriana Vieira

Arquivados

Tenha Talentosos Escritores no seu E-Mail

Compartilhe suas ideias!

Compartilhe suas ideias!

Em breve!

Marcadores

Traduza!

@Leoangellus

Anuncio!!

Leitor (a) da Semana

Leitor (a) da Semana
Quem será o próximo (a)?
"O site Talentosos Escritores" estará passando por mudanças em breve. Portanto, a ausência de postagens de conteúdos importantíssimos como as novelas por exemplos. Mas isso é algo que estamos organizando, tempo ao tempo. Eu, como administrador, estou contando com uma equipe boa pra poder fazer o site cada vez melhor. A gente está se reunindo pra obter novidades em alta pra você, que nos acompanha há muito tempo. Peço desculpas pela demora dos conteúdos e a gentileza de aguardarem pacientemente. O Talentosos Escritores vai mudar, mas tenho certeza de que será pra melhor ok! Um grande abraço a todos." - Leandro Angellus

Oferta Amazon!

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

59º Capítulo - Distante Amor (Penúltimo Capítulo)


Por entre as ruas da cidade, Danilo tenta aproximar o seu carro do carro de Victor, mas um veículo a sua frente atrapalha um pouco. Danilo buzina disparadamente e o motorista da frente ouve o som e decide liberar a passagem. Nessa hora, Victor que estava no volante percebe um carro vindo atrás em sua direção e fica louco de raiva ao reconhecer o rapaz.
_como ele soube? _ele fica indignado.
_soube o quê? Do que está falando Victor? _pergunta Jéssica confusa.
_Seu namorado está aí atrás. _ele grita de raiva. _mas que merda!
Jéssica abre a janela do carro e olha para Danilo que faz um gesto de que vai ficar tudo bem.
_Fecha a janela agora! _pede ele furioso. _ele pode até vir atrás da gente mas não vai conseguir tirar você de mim.
_você é louco Victor! Eu jamais vou ter algo com você de novo.
_Isso é o que veremos Jéssica. Você é minha! _diz ele, se desligando do volante por um instante e puxando pelo braço dela.
E de repente, Jéssica dá um berro ao perceber que o carro vai bater em um veículo na frente.
Victor tenta controlar o carro mas a única saída é mudar a direção e o veículo acaba atravessando a pista, fazendo um caos no trânsito e indo parar dentro de um matagal.
Danilo pára o carro rapidamente e vai até o veículo parado no matagal. Victor sai do veículo e pega Jéssica pelos braços e ameaça matá-la com o revólver.
_Calma Victor! _diz o rapaz, colocando as mãos pra cima.
_Se você se aproximar mais, eu atiro! _diz ele descontrolando.
Jéssica fica nervosa, com lágrimas saindo dos olhos.
_Se você realmente gosta tanto assim dela, solte-a. Você vai estragar sua vida assim cara. _diz Danilo, tentando amenizar.
_você me tirou ela de mim Danilo. Se você não estivesse aparecido, nada disso teria acontecido.
_A gente já estava separado Victor. Tenta entender isso! _grita Jéssica tensa.
_mas eu tinha esperança de voltar e o Danilo atrapalhou tudo.
_Victor, você é uma boa pessoa. Jéssica ainda gosta de você mas agora é um sentimento diferente. _diz Danilo, fazendo gesto para Jéssica ficar calma.
_eu não quero perder ela. Eu não posso! _diz Victor, apertando cada vez mais o corpo de Jéssica sobre o dele.
E as pessoas se aglomeram no meio do trânsito curiosos com o desfecho daquela situação. A polícia já foi contatada.
_Victor vamos conversar! _diz Danilo.
_Eu não quero conversar Danilo. _diz ele, apontando a arma em direção ao rapaz.
Jéssica chuta a perna de Victor e dá uma cotovelada em seu tórax e consegue sair dos seus braços, quando ele aponta a arma para atirá-la e Danilo avança sobre ele.
Jéssica fica tensa ao ver os dois lutando no chão.
_Façam alguma coisa! Daniloooo. _ela fica aos prantos.
Um tiro de revólver é disparado e assusta a todos.
As pessoas socorrem Jéssica que desmaia.
Nesse momento um suspense fica no ar por alguns minutos e as pessoas ficam preocupadas em se aproximar dos dois rapazes caídos no chão.
Alguns segundos depois, os olhos se abrem e uma ferida aberta escorre sangue. Danilo está vivo e Victor também.
O disparo acertou o poste ali próximo.
Victor chora próximo de Danilo.
_Jéssica não foi pra cama comigo por querer. Eu a dopei.
Danilo confirma o que Jéssica tinha dito antes a ele.
_eu sou soropositivo. _diz ele, revelando.
Danilo se assusta e se afasta devagar, pensando na pior hipótese de que Jéssica também deve ter contraído.
_Jéssica não tem culpa Danilo. Ela te ama e precisa de você mais do que eu. _diz Victor, fechando os olhos de cansaço.
Danilo fica pensativo por alguns segundos e se levanta. Em seguida, ele estende seu braço para o rapaz e pede pra se levantar também. Victor obedece e é nesta hora que a polícia o prende.
_Temos um mandato de prisão pra você Victor e veio direto do Rio de Janeiro. _diz um dos policiais colocando-lhe as algemas.
_Posso saber a acusação? _pergunta Danilo curioso.
_Assassinato. Temos uma confissão de uma testemunha e se for mesmo comprovado, esse rapaz está bem encrencado.
_Sim. Admito minha culpa. _resolve confessar Victor. _Eu matei Suzane.
Danilo fica chocado nesse momento e se afasta do rapaz, procurando Jéssica e a abraçando-a fortemente.
_Amor! Eu estou aqui!


Jéssica abre os olhos e fica feliz ao vê-lo. A luz do sol clareia seu rosto.
_Eu te amo Jéssica e sempre vou ficar do seu lado independentemente do que aconteça a partir de agora.
Jéssica não consegue pronunciar palavras e fecha os olhos.
Danilo sente que ela não está bem e pede auxílio médico imediatamente.
_Amor! Tudo vai ficar bem viu. Eu prometo!


E naquela correria, Jéssica é encaminhada para o hospital onde recebe os devidos tratamentos médicos e Danilo a acompanha fielmente. Os pais ao saberem da notícia procuram por ele na clínica.
_Pai! _diz Danilo, abraçando Adalberto preocupado.
_Filho, estamos com você ok! _diz Danielle segura.
_Obrigado! Vou precisar da força de vocês dois. _diz Danilo.
_Como ela está? _pergunta Daniele preocupada.
_Ela está bem agora. Mas tenho algo muito importante pra contar. _diz Danilo sério.
Adalberto fica sério e diz:
_Então conte!
_Jéssica é soropositivo. _diz ele, revelando para os pais que se entreolham e se abraçam fortemente, sensibilizados.

Com a prisão de Victor, Ingrid fica tranquila e Danilo faz questão da presença dela e do marido em São Paulo por causa da namorada e os pais Adalberto e Daniele pagam as despesas do vôo.
Na clínica médica, Jéssica é consultada e faz exames de HIV. Danilo acompanha o diagnóstico e seu foco agora é ajuda-la cada vez mais. Adalberto sente que pegou muito pesado com o filho durante estes tempos e resolve pedir desculpas.
_Eu sei que fui egoísta, prepotente, agi mal com você. Eu reconheço mas eu fiz o que achava ser justo pra você. Eu não queria que você se relacione com uma pessoa abaixo do nosso nível social.
_pai...
_deixa eu falar pelo amor de Deus.
Danilo se cala e abaixa a cabeça.
_eu te amo filho. E por te amar e pensar em você que eu não percebi o quanto você sofreu com a ausência dela. Ela mudou você Danilo de uma forma que eu e sua mãe não conseguimos.
Não a abandone. Continue seguindo sua vida mas se você acha que ela é a mulher da sua vida, por mim tudo bem. Eu só quero ver você Danilo feliz. É tudo o que importa pra mim e para a sua mãe. _diz Adalberto consciente de suas palavras.
Danilo o abraça com lágrimas nos olhos e recebe o carinho do pai que bate em suas costas levemente.
_ela precisa de você Danilo. Cuide bem dela! Saiba que todos nós torcemos muito por vocês.
_Obrigado! _apenas uma palavra é pronunciada de sua boca, porque as lágrimas impedem de falar muita coisa.



Neste momento, Victoria surge no corredor do hospital e encontra os dois.

Enquanto isso, no fórum Eleonora vira um bicho quando Edmílson decide falar mil coisas dela em público.
_Você não pode me escandalizar diante das pessoas. _ela diz furiosa.
_posso sim. Sabia que nem cozinhar ela sabe direito.
_eu vou te matar Edmílson!
_e as roupas dela? Pessoal ela nem lava as calcinhas direito. Ficam sujas o dia todo. _e ele continua provocando.
_Eu vou acabar com a sua vida seu inútil!
Gláucia sorri ao ver a discussão e as pessoas ficam encarando Eleonora de cima a baixo, com ar de risos e indignação.
_O que vocês estão olhando cambada de imbecis, fofoqueiros? Não tem o que fazer não? Ficam me encarando! _diz Eleonora brava mas ao mesmo tempo com lágrimas nos olhos, se sentindo totalmente perdida e humilhada ali naquele estabelecimento público. _eu sou mãe! Eu tenho uma filha! Eu não preciso de homem nenhum.
_Tenho pena dessa filha. _diz uma mulher, soltando um comentário.
_Não preciso da pena de vocês. Quer saber Edmílson fica com as suas coisas! Eu não preciso do seu fogão, da sua geladeira, do seu micro-ondas, de porra nenhuma sua. Eu tenho braços e pernas para trabalhar. _diz Eleonora, enxugando as lágrimas dos olhos. _Dê tudo pra ela se quiser. Mas vai levar só as coisas. A casa é minha e você não tira.
Gláucia bate palmas e o advogado de Eleonora fica sério.
_você tem certeza de que vai abrir mão de tudo? Você tem direitos! _diz o advogado.
_foi ele que comprou as coisas. Que ele cate tudo o que foi gasto pelo dinheiro dele. _diz ela, séria.



Katiele lava louças quando a campainha toca.
_Espera aí! Já vou atender.
Ela deixa as louças por um momento e vai atender a porta e se surpreende ao ver seu pai.
_Será que eu posso falar com sua mãe?
Katiele fica séria.

Edmílson se aproxima de Eleonora e diz:
_eu não vou tirar a casa de você porque ela é sua e eu não tenho nenhum direito sobre ela. Agora agradeço de coração por estar me dando a oportunidade de pegar aquilo que é meu. Aquilo que foi comprado com meu dinheiro. Dinheiro este que você aproveitou bastante. Enquanto eu ralava que nem um condenado pra pagar as contas e fazer as coisas em casa, você saía para festas e bailes e se divertia estourando meus cartões de crédito.
Eleonora fica séria com as palavras de Edmílson e sua vontade ali é de matá-lo com suas próprias mãos.


←  Anterior Proxima  → Inicio
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Meu Canal no Youtube

Novidade!!

Blogs Brasil

Google+ Badge

Ajude o site e ganhe um brinde exclusivo!

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Siga-nos por E-Mail

As Top 5+!

Frase do Dia

Seguidores