Blogs Brasil

® Talentosos Escritores 2011/2015 - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
"O site Talentosos Escritores" estará passando por mudanças em breve. Portanto, a ausência de postagens de conteúdos importantíssimos como as novelas por exemplos. Mas isso é algo que estamos organizando, tempo ao tempo. Eu, como administrador, estou contando com uma equipe boa pra poder fazer o site cada vez melhor. A gente está se reunindo pra obter novidades em alta pra você, que nos acompanha há muito tempo. Peço desculpas pela demora dos conteúdos e a gentileza de aguardarem pacientemente. O Talentosos Escritores vai mudar, mas tenho certeza de que será pra melhor ok! Um grande abraço a todos." - Leandro Angellus

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

16º Capítulo - Unidos pelo Destino

Crislaine caminha devagar por entre as pessoas na festa e se aproxima de Henrique. O perfume o faz ele virar-se e seus olhos cruzarem com os dela.
_Oi gostoso!
Henrique desconhece a mulher em sua frente e ela fica imóvel com olhar fixo nele.
_Não me reconhece? _ela pergunta ao perceber que ele demora a falar.
_Desculpa mas eu não a conheço. _ele diz.
Ela sorri meio de lado e é neste exato momento que ele se recorda.
_Não é possível! _diz ele, sem pensar e fazendo ela o encarar-lhe seriamente.
_O impossível pode se tornar possível. _ela diz claramente. _Sou a mulher que um dia passou pela sua vida e não deixou vestígios.
_Crislaine! Como você mudou!
Ela sorri de novo e desta vez ironizando, diz:
_Eu mudei sim. De boba já não tenho mais nada. Aprendi a ser mais esperta e menos tolerante.


_O que quer dizer com isso?
_Nada. Eu só estou tentando mostrar á você que eu estou diferente sim e que não esqueci o passado.
_Crislaine...
_Agora sou eu que digo Henrique: eu voltei com força total e quem estiver no meu caminho, eu piso em cima e não vou hesitar de forma alguma. Eu massacro corações, retribuo qualquer tipo de ofensa, destruo se for preciso mas jamais vou me rebaixar á ninguém, seja qual classe ela estiver.
Henrique fica sério e engole a seco cada palavra dela.
_A gente precisa conversar.
_Engano seu. Se a gente começar a conversar sobre o passado, vamos ser inimigos eternamente. Prefiro conversar sobre negócios ou outro assunto que não seja nós dois e a nossa relação de amizade entre aspas continuará.
_Você se tornou uma mulher atraente, linda.
_Sim. Me tornei sim e lutei muito pra chegar aonde cheguei.
_Eu imagino. _diz ele bebendo uma taça de vinho do porto.
_Quem diria que a gente ia se esbarrar um dia. Não tem aquele ditado: quem é vivo sempre aparece? Pois bem, a pessoa que você disse certa vez que jamais iria encontrá-la na situação que estou, está aqui agora na sua frente dentro de uma festa de gala, tomando coquetel e dançando com belos homens de terno e gravata. _diz ela, séria e sem medir palavras.
Henrique fica tenso e tenta controlar a raiva que sente por dentro.
Crislaine estava ali disposta a tudo até mesmo acabar com sua vida se ela quisesse.

Esmeralda pega um táxi e pede ao motorista pra deixá-la na rua da sua casa. Ela pensa em tudo que disse á Henrique e não se arrepende de nada. Dos seus olhos lágrimas correm quando ela se lembra das juras de amor do seu eterno Dionísio.


Enquanto isso, Lauriete e Apolo conversam e os dois sorriem bastante. A jovem percebe muitas qualidades boas nele e acredita que realmente conheceu alguém especial.
Já Herus decide ir na padaria comprar algumas coisas pra casa e Silvana o provoca.
_Oi gatinho! Você é de onde?
_Eu vim de longe. _diz ele, sem dar muita confiança.
_Longe? Quantos quilômetros?
_Não sei. _diz ele.
_você é lindo hein? _diz ela pegando em seus cabelos.
_Obrigado! _ele agradece.
_Seu nome é Herus né?
_Sim. Como sabe meu nome?
_Eu ouvi sua mãe falar com a vizinha do lado.
_Ah sim. A vizinhança aqui é sempre assim atenta aos que os outros dizem?
_Algumas vezes sim. Na boa você é gay? Olha se você for, eu não me importo. Já namorei com gays e heteros e eu não tenho nenhuma discriminação.
_Garota se enxerga! Só porque eu não estou lhe dando confiança você já acha que sou gay? Eu não tenho nada contra com quem curte isso mas eu não sou ok!


_Nossa! Para um novato, você sabe muito bem dar toco nas pessoas.
_Eu não vou perder meu tempo discutindo com você. Sabe porquê? Eu percebi que você é do tipo de garota que se oferece demais e não estou a fim de conhecer ninguém assim.
_Me oferecer? Isso é um absurdo! Eu só estou querendo te conhecer.
_Sei. Silvana né seu nome?
_Sim. O que é que tem?
_Eu não gostei de você e não quero nada com você porque já tenho uma pessoa que me mereça. _diz ele, franco e sai da padaria agradecendo ao atendente.
_Mas esse garoto se acha ne? _diz Silvana inconformada e de cara feia.

Guilherme entra dentro de casa preocupado e Harris percebe.
_O que houve pai?
_Eu não sei. Fiz o ritual hoje e não foi muito bom.
_Por quê? _ele pergunta curioso.
_Eu senti uma presença muito forte e alguém vai atravessar o nosso caminho.
_Mas quem pai? Eu já estou ficando preocupado.
_Não fique filho pois sua luz brilha intensamente e isso afasta você do mal. A pessoa que está vindo vai acertar contas comigo e eu preciso me fortalecer pra lutar contra ele.
_Nossa! Essa conversa já não está ficando boa. Posso saber quem é ele?
_Por enquanto não. Pela sua segurança, você não pode saber. Mas peço que confie em mim ok!

Harris consente.





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Lançamento!

 
Copyright © 2013 Conectando Ideias - Traduzido Por: Templates Para Blogspot
Design by FBTemplates | BTT
close
#