...
Feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
® Talentosos Escritores 2011/2015 - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

Postagem em destaque

O sorriso que muda tudo - Texto Especial

Engraçado quando você gosta de uma pessoa e ela não te dá nenhuma chance. Não corresponde seus olhares, alega que a distância é um fardo eno...

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Google+ Followers

Featured Posts

Social Icons

Arquivo do blog

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você
Clique e conheça! Por Adriana Vieira

Arquivados

Tenha Talentosos Escritores no seu E-Mail

Compartilhe suas ideias!

Compartilhe suas ideias!

Em breve!

Marcadores

Traduza!

@Leoangellus

Anuncio!!

Leitor (a) da Semana

Leitor (a) da Semana
Quem será o próximo (a)?
"O site Talentosos Escritores" estará passando por mudanças em breve. Portanto, a ausência de postagens de conteúdos importantíssimos como as novelas por exemplos. Mas isso é algo que estamos organizando, tempo ao tempo. Eu, como administrador, estou contando com uma equipe boa pra poder fazer o site cada vez melhor. A gente está se reunindo pra obter novidades em alta pra você, que nos acompanha há muito tempo. Peço desculpas pela demora dos conteúdos e a gentileza de aguardarem pacientemente. O Talentosos Escritores vai mudar, mas tenho certeza de que será pra melhor ok! Um grande abraço a todos." - Leandro Angellus

Oferta Amazon!

sexta-feira, 6 de março de 2015

39º Capítulo - Unidos pelo Destino

Apolo arruma suas malas e paga as despesas da pousada e se prepara para partir pro Rio de Janeiro. Ele decide passar antes na casa de Lauriete pra tentar uma última conversa com ela mas quem atende é Marieta.
_Minha filha não está em casa.
_entendo. Depois do que eu fiz, é difícil que ela queira olhar na minha cara outra vez.
_peraí, eu não estou entendendo. O que você fez?
_foi um equívoco, um grande mal entendido. _ele ia abrir a boca pra dizer quando chega Silvana na hora.
_minha filha, onde está Lauriete? Eu estou preocupada! Apolo veio saber dela também. _diz Marieta angustiada.
Silvana olha para Apolo séria e diz para a mãe que não sabe da irmã.
_bom, D. Marieta avisa a Lauriete que eu estou indo embora. Eu estou voltando para o Rio.
_mas e a minha filha? Vocês estavam juntos e ela parecia feliz. Como assim ir embora?
_eu não estou mais com a sua filha e Silvana sabe porquê.
Marieta olha para Silvana séria.
_Adeus! _e pegando a mochila, ele entra no táxi.
Marieta tenta conversar com o rapaz mas não consegue. O carro parte. Silvana fica feliz ao ver o rapaz ir embora.
_Mais um gostosinho se afastando da pequena cidade. _ela reflete sozinha, enquanto vê a mãe desconsolada.


No apartamento, Phelipi entrega o copo d’água para Lauriete que bebe devagar e agradece.
_Está mais calma?
_Estou sim. Obrigada!
_Não repara a bagunça ok! Nem tive tempo de arrumar nada aqui. _diz ele sorrindo.
_tudo bem. Meu quarto também é assim. _diz ela sorrindo.
_finalmente vi um sorriso.
_bobo. Eu preciso sorrir um pouco né depois de tudo que passei.
_quer desabafar? Será melhor jogar pra fora tudo que está lhe afligindo por dentro.
_sei lá é tudo confuso. Estranho. Eu acreditei numa fantasia.
_bom, quando você se sentir preparada pra me contar, eu estou aqui. Quero poder te ajudar de alguma forma.
_você já está me ajudando. Pelo menos a me fazer sorrir.
_que bom! Eu ainda não sei o seu nome.


_ah desculpa. Que cabeça a minha! Me chamo Lauriete e o seu?
_Phelipi. Tem um bonito nome.
_obrigada. _ela agradece e ficando um pouco em silêncio observando o copo, continua a falar. _eu fui traída por um homem que jurou a me amar.
Phelipi nesse momento fica sério.
_entendo. Deve ter sido uma barra.
_eu peguei os dois numa pousada. _ela diz, soltando uma gota de uma lágrima no olho.
_eu sinto muito. Se ele fez isso é porque ele não te amava.
_e o pior que ele me traiu com minha irmã. _diz ela, colocando o copo sobre a mesa do centro.
Phelipi sente que era o momento de abraça-la e faz, a confortando em seus braços. Lauriete estava se sentindo arrasada por dentro ao se lembrar daquele transtorno novamente.

Henrique comparece ao evento sozinho e todos ficam reparando. Ele mantém sua pose de homem sucedido e sério perante aos convidados daquela festa importantíssima no mundo dos negócios e não se importa com os questionamentos.
Ele pede um uísque e bebe sozinho quando um dos seus assessores chega e lhe faz companhia.


Enquanto conversam, Crislaine chega toda elegante ao evento também para surpresa dele que não a esperava vê-la ali.
_mas o que essa mulher faz aqui? _ele pergunta sério sem perceber que um dos assessores ouvira a pergunta.
_você a conhece?
_mas é claro! Eu tive a honra de topá-la numa das minhas viagens para o exterior.
_Crislaine Bragança Silveriano. Uma das importantes empresárias do mundo. Ela tem os homens aos pés.
_grande coisa! Sou mais eu.
O acessor a olha sério e com um sorriso, diz:
_mas a mulher é linda demais e tem grana, posses. Qualquer homem ficaria com ela.
_qualquer tolo né? Mulher assim não me atrai.


_sei. E posso saber por onde anda a esposa que eu não lhe vi com você?
_ela não está passando bem. Preferiu ficar em casa.
_bom, todo marido que se preze ficaria ao lado da esposa nesses momentos.
_mas ela me conhece e sabe o quanto esse evento é importante pra mim.
_certo! Eu vou chamar Crislaine para uma dança. Licença! _diz ele, se retirando e deixando Henrique impaciente.
Ao saber do convite, Crislaine sorri para o acessor e aceita, mas com uma condição que tocasse uma das suas músicas preferidas.
_mas que música seria? _ele pergunta indagado.
_Espere! _e ela caminha até o DJ e fala em seu ouvido e ao ver a concordância dele, retorna de volta para o lugar onde estava o acessor.
_Bom, e aí?
_a música vai tocar. _diz ela feliz, sorrindo.
Obediente, o DJ coloca a música pra tocar e ela decide começar o seu show. Henrique observa tudo ao fundo.
Crislaine dança sensualmente na frente do acessor e atrai olhares de todos que estavam ao seu redor. Henrique se incomoda com aquela cena e tenta disfarçar sua raiva.


Lauriete se afasta um pouco de Phelipe e decide ir embora quando ele a pega pelo braço e tasca um beijo em sua boca. Os dois permanecem no sofá. Mas em alguns minutos, ela afasta ele e diz:
_Desculpa! Eu tenho que ir embora.
_Eu é que peço. _diz ele, colocando a mão na cabeça.
_Tudo bem. Aconteceu! Preciso ir. _diz ela se levantando do sofá.


_eu vou te levar até a porta.
_Obrigada! _e ela se despede dele com um beijo em seu rosto e sai porta afora.
Phelipe ao fechar a porta, sorri.


Alexandre fica pensativo em relação a Henrique e Iracy o encontra.
_Está tudo pronto! O carro acabou de chegar.
_Eu preciso falar com o Donizete antes. Aliás ele fora o nosso empregado fiel enquanto morávamos todos juntos aqui.
_entendo. Eu vou esperá-lo no carro então!
_ta bom! _diz ele, sério.
Iracy sai do quarto e Alexandre decide falar com o empregado, que neste momento cuidava do haras.
_Senhor Alexandre, precisa de algo?
_sim. Preciso. _ele diz sério para o empregado. _eu quero que você mate Henrique.
O empregado fica perplexo.
_E então você vai fazer o que eu pedi ou não?
_Senhor Alexandre, tem certeza disso porque você sabe que eu sou bom de mira?
_tenho e quero vê-lo morto e não pode passar de hoje.
_bom, é arriscado o que me pede.
_eu sei disso e eu confio em você. Aliás você sempre foi um ótimo empregado e obedeceu todas as minhas ordens durante esse tempo.
_sim e sempre obedecerei porque o senhor me deu tudo.
_então está na hora de você obedecer de novo e fazer o que lhe pedi. Eu quero que o atire no peito idêntico ao que você fez no passado. _diz Alexandre sério. _Mate-o! Elimina este rato pra mim e eu lhe darei muito mais.

Donizete fica sério ao ouvir aquelas palavras.
←  Anterior Proxima  → Inicio
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Meu Canal no Youtube

Novidade!!

Blogs Brasil

Google+ Badge

Ajude o site e ganhe um brinde exclusivo!

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Siga-nos por E-Mail

As Top 5+!

Frase do Dia

Seguidores