Blogs Brasil

® Talentosos Escritores 2011/2015 - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
"O site Talentosos Escritores" estará passando por mudanças em breve. Portanto, a ausência de postagens de conteúdos importantíssimos como as novelas por exemplos. Mas isso é algo que estamos organizando, tempo ao tempo. Eu, como administrador, estou contando com uma equipe boa pra poder fazer o site cada vez melhor. A gente está se reunindo pra obter novidades em alta pra você, que nos acompanha há muito tempo. Peço desculpas pela demora dos conteúdos e a gentileza de aguardarem pacientemente. O Talentosos Escritores vai mudar, mas tenho certeza de que será pra melhor ok! Um grande abraço a todos." - Leandro Angellus

segunda-feira, 23 de março de 2015

43º Capítulo - Unidos pelo Destino


*Capítulo dedicado a Daniel Moreno e Luciana Mello.

Dulce visita Guilherme e os dois ficam juntos na sala até que de repente, o telefone toca e ele atende em sua frente.
_Oi Guilherme! Tudo bem? _diz Hortência.
_Oi! Tudo sim e você?
_Eu estou bem. Bem preocupada.
_O que houve?
Nesse momento, Dulce olha para ele séria.
_eu estou pensativa a respeito do meu filho com a Esmeralda.
_a gente conversou sobre isso e eu estou disposto a te ajudar.
_preciso levar meu filho embora dessa cidade antes que algo aconteça de ruim à ele. E hoje eu tive a péssima sensação de mãe que ele não pode permanecer aqui.
_entendo mas vamos agir com calma. Seu filho é bem grandinho e sabe muito bem o que quer.


_Mas eu não quero que ele sofra por essa Esmeralda. Ela é uma mulher casada e se o marido dela resolve fazer algo de ruím para o meu filho, o que eu faço? Eu não vou ficar parada.
_você tem toda a razão. Mas vamos agir com cautela porque ele está super envolvido nessa história e nós dois sabemos que não será fácil. _diz Guilherme sério.
_Eu tomei uma decisão. Eu quero ir embora daqui e o Herus vai comigo nem que seja a força. _diz ela decidida.

Maitê chega na casa de Herus e os dois conversam na sala.
_quer dizer que Henrique tentou te matar em sonho?
_sim e tudo indica que ele tem algo a favor dele.
_mas o que seria Herus?
_um cordão. O amuleto de proteção da Esmeralda.
_eu não entendo muito dessa história e nem do significado desse cordão. Primeiro você vem com um papo de pentagrama e agora esse amuleto.
_eu sei que é difícil entender mas eu sinto que os dois tem ligação. O amuleto e esse pentagrama. Tanto que eu tentei pegar informações com a Morgana sobre isso mas aquele Guilherme é esperto demais e eu não confio nele de forma alguma.
_quer uma ajuda?
_que ajuda Maitê?
_Bom, eu posso descobrir algo sobre Henrique pra você.


_como?
_eu não te falei mas fiquei com Henrique numa noite dessas.
_sério? Como você teve tanta coragem?
_mas eu me arrependi muito. Enfim, eu sairia com o Henrique novamente mas desta vez com a finalidade de algo que possa lhe ajudar.
_Maitê, eu não sei se deve. Henrique é perigoso demais.
_Você esqueceu que eu sou temível? A minha aparência gótica ajuda bastante.
_Ainda bem que você não é uma pessoa fechada comigo. Sempre fala abertamente.
_Somos amigos. Eu percebi isso logo na primeira vez que você abriu as asas angelicais.
Nesse momento, ele sorri.
_Mas é sério Herus. Você me passa uma imagem boa e eu sei que posso confiar. Se precisa de ajuda, eu estou aqui disposta a tudo.
Herus nessa hora aperta sua mão.
_vou precisar Maitê de verdade!


Sirlene abraça Lauriete fortemente e esta chora em seu ombro.
_Minha querida não fique assim!
_Eu não sei o que faço da minha vida Sirlene. Eu confiei no Apolo.
_Lauriete, minha amiga você ainda ama ele né?
_Amo de coração intenso. O que faço amiga pra tirar ele daqui de dentro? _diz ela, batendo contra o peito.
_Difícil mas você vai conseguir. E a sem vergonha da sua irmã o que aconteceu com ela?
_O pai mandou ela ir embora de casa. Deve estar fazendo as malas eu acho.
_E a sua mãe como está?


_Ela está bem. O pai deixou ela descansando no quarto.
_Como a sua irmã teve tanta ousadia hein? Entrar no quarto do Apolo e ficar com ele, sabendo que você estava feliz e amando.
_Ela não tem vergonha nenhuma naquela cara, Sirlene. E o pior ela é muito cínica. Uma verdadeira piranha de quinta categoria.
_Você conversou com o Apolo depois? Deve ter algum mal-entendido nisso tudo.
_Não tem Sirlene! Apolo transou com a minha irmã porque quis e ponto final. Os dois me traíram e eu feito boba acreditei que ele estava me amando de verdade.
Sirlene fica séria com essa história.

Françoise se sente cada vez mais confusa com a situação ocorrente em sua casa.
_Então diga filha a verdade! O que está acontecendo nessa casa?
Fernanda olha para o pai e depois vira a Michel e diz:
_Michel, está tudo bem! Pode ir agora.
_Tem certeza? _pergunta o rapaz preocupado.
_sim. Tenho. Pode ir. _diz ela.
_mas e a porta? Esse moleque tem que pagar pelo prejuízo! _diz Belmiro irritado.
_Chega! Eu pago a porta já que o que tenho pra falar é mais importante do que isso. _diz Fernanda transtornada, deixando a mãe preocupada.
Michel sai da casa e deixa os outros conversando.
_Agora que o rapaz foi embora, eu quero a verdade! _diz Françoise nervosa.
_minha querida... _tenta se intrometer Belmiro.
_Deixa ela falar por favor!
_Ok! Diga Filha o que você tem pra dizer a sua mãe!
Fernanda fica chocada com a atitude do pai.


Dulce se aproxima de Guilherme e pergunta sobre a ligação.
_Não era nada demais meu bem. Apenas uma senhora pedindo ajuda com o filho dela.
_Entendo. Bom, eu preciso ir agora!
_Ta bom meu amor! Eu vou leva-la até o portão. _ele se prepara para acompanha-la.
E no meio do caminho, os dois conversam até o portão.
Antes de partir para a mansão, ela lhe dá um beijo e sai.
Após ver Guilherme entrar dentro de casa, Dulce caminha até a mansão que fica a umas quadras dali quando Donizete a encontra.
_Eu preciso conversar com você e tem que ser agora!
_Mas o que houve homem de Deus? Parece tenso?
_Um pouco. Mas então, vai me ouvir ou não?
_Fale! O que se passa?
_Eu quase matei Henrique.
_Oh céus! E...?
_Pela primeira vez eu falhei.
_Donizete, o que você está fazendo com sua vida? Você sabe muito bem que Henrique é perigoso.
_Eu sei disso mas não tenho medo Dulce. Até porque estou prestando ordens ao meu patrão Alexandre que este sim é que vou obedecê-lo sempre.
_Você é louco Donizete! Você quase mata o Henrique. Ai meu Deus e se isso acontecer e essa culpa cair em cima de você...

Nesse momento, o motorista Augusto ouve tudo e pega os dois em flagrante.





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Lançamento!

 
Copyright © 2013 Conectando Ideias - Traduzido Por: Templates Para Blogspot
Design by FBTemplates | BTT
close
#