...
Feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
® Talentosos Escritores 2011/2015 - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

Postagem em destaque

O sorriso que muda tudo - Texto Especial

Engraçado quando você gosta de uma pessoa e ela não te dá nenhuma chance. Não corresponde seus olhares, alega que a distância é um fardo eno...

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Google+ Followers

Featured Posts

Social Icons

Arquivo do blog

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você
Clique e conheça! Por Adriana Vieira

Arquivados

Tenha Talentosos Escritores no seu E-Mail

Compartilhe suas ideias!

Compartilhe suas ideias!

Em breve!

Marcadores

Traduza!

@Leoangellus

Anuncio!!

Leitor (a) da Semana

Leitor (a) da Semana
Quem será o próximo (a)?
"O site Talentosos Escritores" estará passando por mudanças em breve. Portanto, a ausência de postagens de conteúdos importantíssimos como as novelas por exemplos. Mas isso é algo que estamos organizando, tempo ao tempo. Eu, como administrador, estou contando com uma equipe boa pra poder fazer o site cada vez melhor. A gente está se reunindo pra obter novidades em alta pra você, que nos acompanha há muito tempo. Peço desculpas pela demora dos conteúdos e a gentileza de aguardarem pacientemente. O Talentosos Escritores vai mudar, mas tenho certeza de que será pra melhor ok! Um grande abraço a todos." - Leandro Angellus

Oferta Amazon!

terça-feira, 5 de maio de 2015

51º Capítulo - Unidos pelo Destino

A expressão de Françoise é de choque.

­_Isso é uma acusação séria minha filha!

_Amor, você não vai acreditar nela né? ­_diz Belmiro, interferindo na conversa.

_Cala a boca! _diz Françoise, séria.

Fernanda fica agoniada e diz:

_mãe, eu estou cansada de sofrer calada.

Françoise olha para Fernanda séria e depois para Belmiro e diz:

_Isso que a nossa filha falou é verdade? Diga!

Belmiro não consegue disfarçar a vergonha e sai porta afora, deixando a confirmar suas suspeitas.

Françoise abraça Fernanda fortemente e agradece por ter contado-lhe.

Algumas horas depois, ela vai de encontro a Belmiro que se encontra no quarto.

_Há quanto tempo, assedia a nossa filha? _ela pergunta séria.

_eu não a assedio.

_chega de mentira! Seja homem e diga a verdade!

_não aconteceu nada ok!

Françoise dá um tapa no rosto de Belmiro.

_E nem vai acontecer porque a partir de hoje você não mora mais nesta casa.

_Amor, vamos conversar!

_Não me chame de amor. Eu não quero mais olhar pra sua cara, entendeu?

Belmiro fica sério naquele instante.  






Na delegacia, o delegado conversa com Phelipe e Apolo.

_Os dois devem ter uma boa razão para brigarem em público. Qual dos dois se prontifica a falar primeiro?

_Desculpa Sr. Delegado, mas eu comecei a briga. _diz Apolo.

O delegado olha para ele severamente.

_eu não me conformei em ver minha namorada nos braços de outro. _continua Apolo.

_ela é sua ex-namorada Apolo! _diz Phelipe, sério fazendo Apolo se revoltar.

_ela me ama ainda. Eu sinto isso e você não vai conseguir me tirar dela. _diz Apolo agoniado.

_Chega os dois! Aqui é uma delegacia e eu exijo respeito. Por mim detia os dois mas percebo que não vai valer muito a pena. Só vou dar um recado importante: se isso voltar a acontecer novamente, eu não vou hesitar em prendê-los. Ouviram?

Os dois concordam com as palavras do delegado e ele continua:

_Estão liberados os dois da minha sala.

E estes se retiram da sala.

Ao deixá-los sair, o policial se aproxima e comenta:

_Algum caso difícil de lidar?

_Antes fosse mas foi apenas uma confusão de ciúme. Nada diferente do que já vimos por aqui.

_A fim de uma cerveja mais tarde?

_Opa. Com certeza! _diz o delegado, sorrindo.



D. Iracy encontra Augusto apavorado e pergunta o ocorrido.

_Posso saber porque está tremendo assim?

_Eu acabei de encontrar uma pessoa morta naquele castelo assombroso.

_pessoa morta? Deve ser coisa da sua imaginação.

_Não. Não. Eu vi. E não estava em bom estado. Precisa acreditar em mim.

_Augusto, se acalme! _diz ela, servindo-lhe um copo d’agua. _Beba!

Augusto bebe a água e procura manter a calma diante da senhora.

_Precisa acreditar em mim. Eu não estou louco! Tive vontade de chamar a polícia na mesma hora.

_Polícia? Pra que chamar a polícia? O que você viu foi apenas uma ilusão. Não aconteceu nada.

Augusto se levanta da mesa e olha para ela sério.

_A senhora acha que eu estou ficando louco e cego! Eu vi com estes olhos que a terra há de comer que havia uma mulher morta dentro daquele quarto ensaguentado e escroto.

_Augusto, você precisa parar de criar coisas em sua cabeça. Isso não lhe faz bem.

_Foi a senhora né? A senhora que matou aquela mulher?

Iracy fica chocada com as palavras do empregado e de repente, a bebida que ele havia tomado faz efeito.

Não era apenas água. Era um “Boa noite Cinderela”

Augusto cai no chão adormecido e Iracy chama Dulce depressa.

_Dulce! Dulce!

Lá no fundo da mansão ouvia-se a voz da empregada retornando que já vinha.

Iracy se aproxima de Augusto e em seus ouvidos, diz:

_Agora você vai dormir como um anjo e quando acordares, vai esquecer esta história toda.







Lauriete abraça Phelipe na frente de Apolo, que fica se mordendo de ciúmes.

_vamos pra casa meu amor! _diz o rapaz, afagando seus cabelos.

_Agora é amor né Lauriete? _diz Apolo, intervindo na conversa.

Lauriete olha para ele séria.

_O que você ainda quer Apolo?

_Não dê ouvidos a ele, gata! Ele sabe que perdeu você. _diz Phelipe, tentando evitar que os dois dialoguem.

_Não é bem assim Phelipe! _diz Apolo. _Eu e ela tivemos uma história juntos.

_Tiveram! Você falou tudo. Agora eu e ela vamos escrever uma nova história. _diz ele.

_Lauriete, você sabe que ainda existe algum sentimento entre a gente. A sua irmã nos separou de uma forma que quebrou este elo de confiança. _diz Apolo, tentando ganhar o coração dela.

_Não vamos discutir isso de novo Apolo. Eu gosto do Phelipe e estou feliz ao lado dele e te desejo que siga seu caminho.



_você pode gostar dele mas não é um gostar intenso. Você não o ama Lauriete. _diz Apolo. _Mas que assim seja: eu seguirei o meu caminho e prometo que nunca mais interferirei em sua vida.

_Gostei Apolo! Muito bom! Vamos Lauriete! _diz Phelipe, levando a namorada que olha para o rapaz séria.

Lauriete sabia que o que Apolo disse era verdade. Ela gostava do Phelipe mas não era aquele gostar intenso. Aquele gostar de arrebatar corações. O que ela sentia não era amor. Mas o medo de se entregar a Apolo novamente e deixar fluir esse sentimento era muito forte. Ela queria apenas ser feliz e naquele momento, quem estava proporcionando isso era Phelipe e não Apolo.






Crislaine fica sem saída diante do namorado que olha para ela seríssimo e volta a repetir a pergunta novamente.

_Então, quem você não vai esquecer?

_Amor, não é nada que você esteja pensando.

_Por favor, me responda sem rodeios!

_ok! Eu tenho um amigo na França e que me ajudou durante esse tempo todo. Ele sempre demonstrou um carinho enorme por mim, mas de apenas amizade.

Ralph fica sério e parece não acreditar naquela história.

_você não acredita em mim né?



Ele não diz nada.

_Olha aqui Ralph, eu te amo! Eu jamais mentiria pra você.

_E quanto ao Henrique Crislaine?

Aquela pergunta a faz ficar imóvel.

_Será que você ainda não o esqueceu? _pergunta Ralph.

_Henrique é passado. _diz ela séria.

_Então prova!

Crislaine se aproxima do rapaz e lhe dá um beijo nos lábios.

Os dois caem no sofá da sala.







Herus chega em casa e Hortência o encontra na cozinha.

_Mãe! Tudo bem?

_Sim, filho! Eu estava a sua espera.

_Aconteceu algo?

_Sim. Eu estou decidida a mudar de cidade e já comecei a arrumar as minhas coisas.

_Mãe...

_Filho, não adianta insistir em ficar. Eu não quero mais permanecer nessa cidade.

_Eu não posso sair daqui.

_Será que você não entendeu ainda filho? Essa mulher não serve pra você e as coisas que andam acontecendo ao redor dela não é normal.

_A senhora sempre soube de que ela estava nos meus sonhos. Mãe, a Esmeralda é a mulher da minha vida.
_Nãooo! Ela é uma mulher casada e você é apenas um jovem que ainda tem sonhos a conquistar. Eu como sua mãe não vou permitir que ela estrague a sua vida. _diz Hortência, séria.

←  Anterior Proxima  → Inicio
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Meu Canal no Youtube

Novidade!!

Blogs Brasil

Google+ Badge

Ajude o site e ganhe um brinde exclusivo!

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Siga-nos por E-Mail

As Top 5+!

Frase do Dia

Seguidores