Blogs Brasil

® Talentosos Escritores 2011/2015 - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
"O site Talentosos Escritores" estará passando por mudanças em breve. Portanto, a ausência de postagens de conteúdos importantíssimos como as novelas por exemplos. Mas isso é algo que estamos organizando, tempo ao tempo. Eu, como administrador, estou contando com uma equipe boa pra poder fazer o site cada vez melhor. A gente está se reunindo pra obter novidades em alta pra você, que nos acompanha há muito tempo. Peço desculpas pela demora dos conteúdos e a gentileza de aguardarem pacientemente. O Talentosos Escritores vai mudar, mas tenho certeza de que será pra melhor ok! Um grande abraço a todos." - Leandro Angellus

segunda-feira, 25 de maio de 2015

57º Capítulo - Unidos pelo Destino (Últimos Capítulos)


Ao chegar no aeroporto, Pedro e Lauriete vão até a recepção e a funcionária a reconhece e vai logo dizendo:
_Olha se a senhora voltou aqui para fazer escândalo, é melhor que a senhora não perca o seu tempo.
_Eu quero uma passagem para o Rio de Janeiro. _diz Lauriete com a sua mochila e sorrindo alegremente.
A funcionária olha para ela e em seguida para a outra que estava no balcão ao seu lado e diz:
_Tudo bem! O próximo voo é daqui a meia hora.
_Não importa. Eu espero! Eu só quero chegar logo no Rio e encontrar o meu destino.
Pedro a abraça feliz.
_E você vai encontrar amiga! Vocês dois serão felizes juntos.
_Obrigado pela força meu amigo! Eu te adoro!
Pedro sorri feliz.


Iracy sai da casa de Herus e de repente encontra Maitê em sua frente. As duas se olham sérias.
_Posso saber porque me olha assim? _pergunta Iracy.
_Muito feio o que a senhora faz.
_Me desculpa mas eu não a conheço.
_E nem é melhor que nos conhecemos mesmo.
_Eu não vou ficar aqui dando ideia para pessoas como você. _diz Iracy se afastando.
Maitê olha para ela de cima a baixo e diz:
_Você nunca será capaz de destruir um verdadeiro amor.
Iracy vira-se para ela e diz:
_Posso saber o que você sabe desse assunto?
_Muita coisa. A senhora devia ter vergonha na cara e não se meter na vida de sua filha.
_Você faz ideia de com quem está falando?
_Faço. E tenho horror a gente como você. _diz Maitê, virando-se e indo embora deixando Iracy chocada.

Apolo chega no Rio de Janeiro e o celular toca. Ele vê no visor da tela o nome e a foto de Lauriete e fica pensativo em atender. Mas ele decide deixar o telefone de lado.
Por sua vez, Lauriete fica transtornada tentando falar com ele no celular.
_Atende amor da minha vida! Por favor!


Com Lúcia fora do seu caminho, Crislaine aproveita bastante cada momento ao lado de Ralph. Os dois fazem passeios juntos e tiram muitas fotos. A felicidade também reina na casa de Françõise que recebe a visita do namorado da filha num almoço bem simples. Os três sorriem a vontade.

Marieta fica com o coração apertado ao ver sua casa vazia. Wander a encontra sob a mesa triste.
_É tão chato ver essa mesa sem ninguém. Sinto saudades de quando jantávamos todos juntos.
_Lauriete vai voltar em breve e nós formaremos uma família de novo. _diz Wander.
_E quanto a Silvana?
_Silvana eu não sei Marieta. Ela fez a escolha dela.
_você não vai aceitar ela de volta né? Já se passou tantas semanas.
_Não. Apesar de eu sentir falta dela, eu não a aceitaria.
_é duro aceitar que nossa filha foi expulsa de casa. Por favor vamos procura-la! Eu sei que ela errou, mas não podemos deixa-la só. Eu amo muito a Silvana.
Wander fica pensativo ao ouvir tais palavras.

Já Esmeralda decide arrumar suas coisas e Iracy a encontra no quarto.
_Posso saber para onde você vai?
_Para algum lugar distante daqui.
_Você não toma jeito mesmo né? Aposto que foi na ideia daquele sujeitinho.
_Aquele sujeitinho é o meu namorado, futuro marido.
_Nem por cima do meu cadáver você vai casar com aquele pobre.
_Que preconceito ridículo!
_Você não vai sair dessa casa Esmeralda.
_Eu saio sim e para de me controlar porque eu sou uma mulher adulta. Eu não sou mais uma criança.


Iracy dá um tapa no rosto dela.
_Eu ainda sou sua mãe.
_Mãe? Que mãe? Aquela mãe que me maltrata, que não me deixa ser feliz com quem eu gosto, que mentiu pra mim a vida inteira, que me vendeu junto com meu pai num casamento falso e sem amor. Realmente a senhora me mostrou que nunca me amou de verdade.
Iracy fica séria.
_você vai se arrepender por cada palavra que me dirige.
_Não D. Iracy! Não vou não! Agora sei quem é a minha mãe de verdade e é com ela que eu vou morar a partir de hoje.
_Você não pode me abandonar!
_Eu posso sim! Por que eu não sou sua filha de verdade. _diz Esmeralda, levando suas coisas e saindo porta afora.
Iracy segue a filha e quando ela ia descer a escada, a empurra fortemente. Esmeralda rola escada abaixo e bate a cabeça no chão, desmaiando.
_Nessa casa você nunca vai sair minha filha!
E ela desce a escada devagar, centrando sua atenção para a jovem caída no chão.
_É uma lástima você não concordar comigo em certos assuntos. Eu queria tanto que um dia pudesse me dar orgulho mas não, só me dá desprezo. Só fere meu coração!
Esmeralda desperta e fica confusa. Iracy se aproxima dela e se abaixa, mexendo em seus loiros cabelos.
_Você precisa entender que eu só quero o melhor pra você.
Esmeralda volta a si e olha para ela e diz:
_você tentou me matar.
Iracy sorri nessa hora quando Dulce chega, apontando uma faca.
_Fica longe da minha filha!
_Dulce?
_Fica longe da Esmeralda!
_Qual é o seu problema afinal? Eu jamais faria algum mal a ela.
_Serpente ruím do Diabo! _diz Dulce séria cheia de ódio.
Nesse instante, Esmeralda tenta se levantar e Iracy avança sobre Dulce e as duas caem na briga.
_Eu sempre quis te dar uma lição. _diz Dulce, enfrentando-a.
_Eu vou acabar com a sua vida sua empregadinha intrometida!
Esmeralda se levanta e grita:
_parem as duas agora! Deixa a minha mãe em paz!
Dulce esbofeteia Iracy no rosto e a empurra contra a parede e diz:
_filha, vá embora! Saia dessa casa agora!
_mãe eu não vou deixar a senhora sozinha aqui com ela!
_me obedeça Esmeralda! Vá! _diz Dulce, séria controlando Iracy para que não a escape de suas mãos.
Esmeralda pega suas coisas e sai porta afora. Ela encontra Augusto próximo do carro.
_Me tire daqui agora!
_para onde vamos senhora?
_Para a cidade. Rápido!
Augusto abre a porta do carro para Esmeralda que entra depressa e em seguida, parte. Iracy joga Dulce contra o chão e fere o braço dela com a faca e sai porta afora, correndo atrás do carro.
_Desgraçada! Você não vai fugir de mim.
Dulce corre até a porta e pega Iracy por trás tentando a enforcar. Mas sua atitude não vale a pena porque Iracy cheia de ódio se desvencilha da situação e deixa a empregada sem forças no chão após dar-lhe um murro em sua barriga.

Em seguida, ela pega o carro e parte.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Lançamento!

 
Copyright © 2013 Conectando Ideias - Traduzido Por: Templates Para Blogspot
Design by FBTemplates | BTT
close
#