...
Feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
® Talentosos Escritores 2011/2015 - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

Postagem em destaque

O sorriso que muda tudo - Texto Especial

Engraçado quando você gosta de uma pessoa e ela não te dá nenhuma chance. Não corresponde seus olhares, alega que a distância é um fardo eno...

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Google+ Followers

Featured Posts

Social Icons

Arquivo do blog

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você
Clique e conheça! Por Adriana Vieira

Arquivados

Tenha Talentosos Escritores no seu E-Mail

Compartilhe suas ideias!

Compartilhe suas ideias!

Em breve!

Marcadores

Traduza!

@Leoangellus

Anuncio!!

Leitor (a) da Semana

Leitor (a) da Semana
Quem será o próximo (a)?
"O site Talentosos Escritores" estará passando por mudanças em breve. Portanto, a ausência de postagens de conteúdos importantíssimos como as novelas por exemplos. Mas isso é algo que estamos organizando, tempo ao tempo. Eu, como administrador, estou contando com uma equipe boa pra poder fazer o site cada vez melhor. A gente está se reunindo pra obter novidades em alta pra você, que nos acompanha há muito tempo. Peço desculpas pela demora dos conteúdos e a gentileza de aguardarem pacientemente. O Talentosos Escritores vai mudar, mas tenho certeza de que será pra melhor ok! Um grande abraço a todos." - Leandro Angellus

Oferta Amazon!

terça-feira, 28 de julho de 2015

Oitavo Capítulo de Corações Desimpedidos - Reprise

Enquanto todos estavam presentes naquele velório, Grace ficava com o seu coração apertado quando via o delegado e o pescador irem em direção aos pais e amigos dela contar o ocorrido e tentar corrigir aquele mal entendido. Zeca que estava comprando um lanche pra saciar-lhe a fome que sentia, não percebe que Grace estava ali perto, dentro de um carro estacionado na calçada da esquina de frente ao necrotério.
Assim que o delegado chega, Emiliano e Alda se intrigam.
_Emiliano, precisamos conversar? _diz o delegado, calmo.
_Aconteceu algo? _Se preocupa Alda.
_Bom, eu não sei como vou te dizer isso, mas as coisas parecem que tomaram rumo diferente em nossas investigações.
Gisele ouve e se intriga.
_Pode ser mais claro, delegado?
O delegado então apresenta o pescador que estavas em sua companhia.
_Bom, peço desculpas a todos por estar atrapalhando este momento. Este é Juarez, o pescador que presenciou o acidente no barco onde sua filha esteve e ele a ajudou, salvando sua vida.
Murilo e os outros se entreolham e Gisele fica confusa:
_Salvou a vida dela? Mas...
_O que está acontecendo delegado? Eu não estou entendendo onde quer chegar. _diz Emiliano.
_O fato é que Grace está viva, Emiliano. _diz o delegado, consciente. _Sei que é difícil pra todos vocês ouvirem isso, mas eu tinha que vir pessoalmente pra poder reverter essa situação.
As pessoas começavam á comentar uns com os outros surpresos. Alguns discordavam descrentes e outros ficavam de cabeça baixa se lamentando se aquela revelação era verdadeira ou não. Murilo observava o caixão e olhava para o delegado sério, não acreditando que estava ali sofrendo por um desconhecido.
_Isso não pode ser verdade! _diz Emiliano, confuso. _ Se ele a salvou, onde está minha filha agora?
O pescador olha para o delegado e todos se encaram surpresos.

Enquanto isso, Grace sai do carro e se prepara pra ir ao necrotério quando Zeca o vê.
_Grace? _ele quase derruba seu copo de café espantado ao vê-la ali viva e sã.
A jovem se vira e o reconhece. Zeca salta da cadeira de repente e se aproxima de Grace.
_Você não é a Grace. Você deve ser parecida com ela.
A jovem sente suas lágrimas caírem pelo rosto abaixo e responde com uma voz triste:
_Sou eu mesma, Zeca. Não me reconhece mais?
Zeca se surpreende e sente um calafrio por dentro, fazendo os seus cabelos se eriçarem.


Grace fica emocionada

Assim como todos se sentiam indignados com aquela história do delegado, Emiliano e Alda se abraçam fortemente e Gisele não consegue engolir aquela revelação surpresa. Até que a própria Grace aparece e como um fantasma, todos ficam perplexos ao vê-la. Murilo não consegue raciocinar as ideias quando a encontra e Alda desmaia de emoção. Gisele e Dorothy ficam felizes ao ver que a amiga estava ali viva e que tudo aquilo não passava de um mal entendido. Zeca estava em sua companhia e diz á todos:
_Não é miragem galera! A Grace está viva sim e acho que ela merece um abraço, depois de ter vivido uma situação como essas. _diz ele emocionado.
Dorothy e Júlia a abraçam e Gisele se emociona com a cena. Ela resolve compartilhar do abraço também.
Quando todos realmente percebem que Grace estava mesmo viva, Murilo ainda permanece em choque.
_Murilo, é a Grace! Venha dar um abraço nela! _diz Gisele, com lágrimas nos olhos.
Zeca e os outros o encaram, aguardando a atitude do rapaz com a jovem.
Grace se afasta dos outros por um momento e se aproxima de Murilo, que ainda permanece parado em sua frente e que em seu rosto denota uma expressão de espanto e sofrimento.
_Murilo! _ela diz seu nome, tentando reanimá-lo. _ Eu não queria que você sofresse desse jeito, ainda mais por mim. Me perdoa, por favor? _ela toca seu rosto e ele sente seu toque devagar.
_Grace.. _ele consegue dizer seu nome, colocando sua mão por entre as delas. _ Eu te amo!



Grace ao ouvir aquelas palavras, beija seus lábios e retribui aquele amor tão especial que muda aquele clima triste e de pura lástima. As lágrimas que rolavam agora na face de todos não era de tristeza e sim de emoção por viverem um momento tão felizes das suas vidas.

Um tempo se passa....
Grace e Murilo decidem oficializar o namoro e Alda e Emiliano consentem. Gisele não suporta a ideia de Daniel evitá-la sempre que os dois se encontram na empresa e decide tomar uma atitude drástica.
_Posso saber porque está me evitando? _ diz Gisele, intrigada.
Daniel fica sério em relação á jovem.
_Então, to esperando uma resposta! _diz ela, determinada á fazê-lo responder sua pergunta.
_Olha, Gisele! Estamos num local de trabalho e acho que não é um bom momento da gente conversar agora.
_Eu não sei o que está acontecendo Daniel mas eu preciso de uma resposta conclusiva.
_Ah é? Você quer uma resposta? Gisele, desejo toda a felicidade do mundo pra você.
Gisele fica confusa e diz:
_Eu não estou entendendo porque está me dizendo isso.
_Você e aquele cara merecem ser felizes.
_Que cara? Você enlouqueceu?
_Ah não me venha com cinismo agora não. Eu vi Gisele. Ninguém me contou nada não!
Gisele tenta entender a que cara Daniel se referia e de repente se lembra.
_Daniel, eu posso explicar. O Zeca...
_Ah então esse é o nome dele. Gisele, eu preciso trabalhar ok!
_Eu e o Zeca não temos nada um com o outro.
_Desculpa Gisele mas eu preciso realmente trabalhar. _diz ele, tentando se afastar.
_Não antes de eu fazer isso! _ela o agarra e o beija em seus lábios fortemente, fazendo com que Daniel se entregasse ao amor dela.

Wallace chega na empresa onde o irmão trabalha e Dorothy o atende gentil.
_Estou á procura do meu irmão que trabalha aqui. Ele se chama Daniel.
_Ah sim eu conheço. Vou levá-lo até ele!
Ao atravessar o corredor e entrar sala adentro, Wallace e Dorothy se surpreendem com a cena do beijo de Gisele e Daniel.
_Amiga? _fica intrigada Gisele ao ver os dois juntos.
Gisele e Daniel param por um momento e os encontram na porta.
_Irmão, você é o cara! _ diz Wallace, completando sorridente.

Sozinha em seu quarto, Grace decide ler um livro quando batem a porta.
_Pode entrar! _diz ela.
_Oi, gata! _diz Murilo, entrando.
Grace salta da cama e o abraça apertado.
_Nossa! Adivinhou meu pensamento hein?
_Por quê?
_Porque eu estava pensando em você agora.
_Hum. _ele afaga seus cabelos e a beija nos lábios. _Eu vim te convidar pra sair.
_Pra onde vamos hoje?


Grace e Murilo se beijam

_Bom, eu pensei em te levar á um lugar que conheço e que acho que você vai curtir muito.
_Voce e os seus mistérios. Eu vou me trocar! Já volto!
_Ok! Vê se não demora hein?
Grace entra no banheiro e Murilo observa o livro sobre a cama.
_Curte Nickolas Sparks?
_Eu adoro os livros dele. _ela responde do banheiro.
_Hum. Bacana! Já li alguns livros dele também. _de repente, ele encontra umas fotos sobre a mesinha de cabeceira e uma delas lhe chama atenção. _Não acredito que ainda tem essa foto com você.
Ela sai do banheiro e pergunta:
_Que foto Murilo?
Ele lhe mostra a foto da galera reunida em Altinópolis - SP.
_Esta aqui, amor!
_Ah sim! _diz ela, pegando a foto das mãos dele. _Foi uma viagem muito bacana que fizemos né?
_Foi sim. A gente reuniu nossos amigos e fomos pra lá passar as férias de julho.
_Tenho saudades de lá, principalmente de algumas amigas que deixei por lá.
_Bom, a gente pode pensar em uma viagem no meio do ano.
_Sério amor? Nossa! Eu ficaria muito feliz se pudesse voltar lá.
_Eu sei disso. Por isso que vou pensar seriamente nessa ideia a partir de hoje.
Grace abraça Murilo contente e ele diz:
_Agora vamos! Vamos que a noite está linda lá fora. _diz ele, a pegando pela mão.

Daniel leva Gisele em sua casa pela primeira vez e ela se maravilha com o interior da sua humilde residência.
_Bom, eu te falei que a minha casa é simples.
_Relaxa, Daniel! Eu curti muito sua casa de verdade.
_Que bom! Você quer beber algo?
_Bom, aceito um café se tiver.
_É pra já. E se não tiver, eu preparo agora mesmo.
Gisele sorri.
_Não precisa se preocupar com isso.
_Eu nunca imaginei que você e eu...
Gisele detém Daniel por um instante e diz:
_Daniel, você me ensinou que ainda existe amor mesmo diante de tantas dificuldades.
_Nossa! Eu acho que estou vivendo um sonho ao seu lado.
_Bom, então desse sonho eu também quero viver. _diz Gisele, se aproximando do rapaz e o beija nos lábios docemente.
Daniel a envolve nos braços e a carrega para o quarto ao lado.
_Eu te amo como nunca amei ninguém nesta vida inteira. _diz ele, sincero.
_Eu também digo o mesmo. _ela completa.
O casal passa a noite juntos e pela primeira vez, Gisele sente a felicidade invadir sua vida de uma maneira tão especial e envolvente. A partir daquele momento, ela descobre o verdadeiro amor.



Júlia decide fazer algumas compras pra levar pra casa e encontra uma gangue de moleques pelo caminho. Um deles a encara e ela fica preocupada, mas não tenta encará-lo de volta. Segue o seu caminho em passos largos e não decide dar muita atenção.
_Ae rapaziada, ta a fim de se divertir hoje? _Um deles pergunta para a galera que estava reunida.
_Claro! Vamos nos divertir! _Um deles responde com ar sarcástico.
Júlia continua andando apressada levando as suas compras para casa quando um rapaz a pega por trás e ela se assusta.
_Fica calada ok! Se você colaborar com a gente, estará tudo certo! _ele fala em seus ouvidos, e ela joga as compras no chão nervosa.


Perigo envolve Júlia

_O que vamos fazer com ela? _pergunta um dos amigos que acompanhava a gangue.
_Que tal brincarmos um pouco com essa gatinha? O que acham?
Todos riem e fazem sinal de concordância.
_Por favor, me deixa em paz! Levem tudo o que tenho mas me deixa em paz. _ela suplica.
_A gente vai deixar você em paz sim mas antes vamos brincar um pouco pra descontrair o clima. Relaxa! _diz ele, desabotoando sua blusa e a colocando contra a parede, prendendo seu braço fortemente para que não tivesse chance de escapatória.
Júlia se sente perdida no meio daqueles rapazes e as lágrimas escorrem pela face afora.
De repente, um rapaz desconhecido a encontra naquela situação e atrapalha a tentativa de estupro.
_Larga ela agora!
Um deles o encara:
_Quem é você babaca? Namorado dela? Fica sabendo que vamos dar um belo trato na sua mina ok!
Ele pega uma barra de ferro que estava encostado na mureta e se arma para tentar se defender do desconhecido.
_Acho melhor você largar ela agora. _ele continua a pedir.
_Eu não sei quem é você meu chapa. Considere-se um cara morto!
O desconhecido saca um revólver calibre 18 e Júlia fica apavorada com a cena que presencia.
Os moleques se afastam devagar.
_Acho melhor a gente ir porque ele não está de brincadeira. _diz um deles, batendo nas costas do outro que estava tentando estuprar a jovem garota.
_Ok! Você venceu meu chapa! Pega essa ordinária e leva!
Júlia fica em prantos e o desconhecido pede pra ela vir em sua direção.
_Eu espero não ver nenhum de vocês aqui senão eu mesmo vou acabar com cada um de vocês. Fiquem ligados! _ele avisa.
A gangue se afasta e sai devagar e o desconhecido rapaz abraça Júlia fortemente.
_Está tudo bem, menina?
Júlia fica confusa e teme o rapaz, que salvou-lhe sua vida.
_Não tenha receio de mim! Eu sou do bem. Vê isso aqui! _ele mostra uma carteira da polícia, identificando-se como Pablo. _Eu sou policial. Qual o seu nome?
_Me chamo Júlia. _diz ela, nervosa com a voz embargada, tentando raciocinar direito.
_Eu vou te levar pra casa. _diz ele, gentilmente.

Wallace e Dorothy conversam na praia depois de ter se conhecido na empresa.
_Então, você curte surfe?
_Sim. Eu não sou um surfista profissional, mas é como um hobby mesmo.
_Hum. Muito legal! Há alguma chance de eu aprender?


Wallace tira onda

_Mas é claro que sim. É só marcar um dia que eu te ensino de boa. _ele diz, sorrindo alegremente.
Dorothy fica animada.
_Olha que eu vou cobrar hein a partir de hoje.
_Pode cobrar! Marca o dia que a gente desenrola.
_Combinado! _ela aperta a mão do rapaz.

Enquanto isso, Grace e Murilo chegam á uma ponte que liga a praça e a cachoeira e poucos frequentam durante a noite. É um lugar trânquilo, onde podia se ouvir o barulho da água e a melodia das cigarras que alegravam o ambiente.
_Nossa! Como está linda essa noite! _ela comenta ao ver que a lua brilhava no céu.
_De vem em quando eu venho pra cá pra observar as estrelas com meu telescópio que meu pai me deu de presente no natal. _ele tira da mochila seu telescópio.
_Você pensa em tudo hein?
_Ué. Penso sim, oras. E hoje a noite tem uma surpresa pra você.
_Surpresa pra mim? O que seria?
_Daqui há dez minutos, você vai ver algo passar no céu.
Grace sorri e Murilo prepara o seu telescópio.
_Fica observando! _diz ele, feliz ao lado da jovem.
Pelo telescópio, Grace observa a estrela cadente passar no céu e fica feliz. Ela deixa o aparelho de lado.
_Murilo, isso é um máximo! Pela primeira vez vejo uma estrela cadente passar ainda mais olhando de perto. Você me surpreende mesmo! Eu nunca pensei que nos daríamos tão bem.
_Eu é que nunca pensei que estivesse compartilhando esse momento com você, Grace. Sei que eu deveria ter me declarado há muito tempo mas...
_Não diga mais nada. _diz ela, o detendo. _Isso é passado! Vamos viver o hoje, o agora e deixe Deus decidir o amanhã.
Os dois se beijam diante do céu estrelado e começam a dançar juntos.


Casal dançando

Próximo Capítulo: Zeca não aceita que Gisele esteja com Daniel - Maria chega na cidade.

Link Original: http://www.talentososescritores.com.br/2013/05/cap-14-coracoes-desimpedidos.htmlhttp://www.talentososescritores.com.br/2013/05/cap-15-coracoes-desimpedidos.html
←  Anterior Proxima  → Inicio
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Meu Canal no Youtube

Novidade!!

Blogs Brasil

Google+ Badge

Ajude o site e ganhe um brinde exclusivo!

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Siga-nos por E-Mail

As Top 5+!

Frase do Dia

Seguidores