...
Feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
® Talentosos Escritores 2011/2015 - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

Postagem em destaque

O sorriso que muda tudo - Texto Especial

Engraçado quando você gosta de uma pessoa e ela não te dá nenhuma chance. Não corresponde seus olhares, alega que a distância é um fardo eno...

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Google+ Followers

Featured Posts

Social Icons

Arquivo do blog

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você
Clique e conheça! Por Adriana Vieira

Arquivados

Tenha Talentosos Escritores no seu E-Mail

Compartilhe suas ideias!

Compartilhe suas ideias!

Em breve!

Marcadores

Traduza!

@Leoangellus

Anuncio!!

Leitor (a) da Semana

Leitor (a) da Semana
Quem será o próximo (a)?
"O site Talentosos Escritores" estará passando por mudanças em breve. Portanto, a ausência de postagens de conteúdos importantíssimos como as novelas por exemplos. Mas isso é algo que estamos organizando, tempo ao tempo. Eu, como administrador, estou contando com uma equipe boa pra poder fazer o site cada vez melhor. A gente está se reunindo pra obter novidades em alta pra você, que nos acompanha há muito tempo. Peço desculpas pela demora dos conteúdos e a gentileza de aguardarem pacientemente. O Talentosos Escritores vai mudar, mas tenho certeza de que será pra melhor ok! Um grande abraço a todos." - Leandro Angellus

Oferta Amazon!

domingo, 26 de julho de 2015

Sexto Capítulo de Corações Desimpedidos - Reprise

Começa então a maratona contra o tempo para salvar os náufragos que a esta altura desaparecera no mar em meio aos destroços da embarcação sob as águas.
Logo apareceram carros de reportagens e chamadas especiais foram abertas na
TV com exclusividade para o acontecido.
Um casal foi vítima de uma grave explosão no mar da Baía de Sepetiba e
logo a noticia correu.
Na altura exata de onde aconteceu a explosão, o corpo de bombeiros com seus mergulhadores não demoravam a estarem á postos para o possível resgate
dos corpos das vítimas.
Um dos membros da equipe de resgate era justamente a bombeira Priscila que foi
a primeira que ao descer da viatura presenciou a explosão da lancha. Eles foram
chamados pelo empresário proprietário da lancha quando ela ainda
estava em pane no  mar enquanto Grace e Demétrio partiam em aventura
em romance em alto mar.
A oficial do grupo de mergulhadores Priscila junto com uma equipe de mais seis
homens.

As águas estavam um tanto turvas no local dos destroços do barco na explosão
e por causa do derramamento de óleo da embarcação, o drama aumentava.
Já no fundo do mar com equipamentos modernos e á prova de profundidade, os mergulhadores falavam desesperadamente e se comunicavam.
_Vai ser difícil o resgate dos corpos a essa altura, tenente. - falava um dos oficiais
com a mergulhadora pelo rádio - qual o perfil das vitimas?
_ Segundo o proprietário da embarcação uma moça e um rapaz estavam a bordo.
Cambio!!! - Priscila ao radio enquanto seu corpo camuflado deslizava nas
profundidades com o seu holofote na mão.
_ Mas o que aconteceu exatamente?
_ Caso de insubordinação. O empregado da embarcação saiu sem
consentimento e estava sob risco. Não se sabe ainda quem é a moça
que estava com ele.



À essa altura, antes mesmo do acidente acontecer, logo depois da ligação de
Grace para seus pais Emiliano e Alda e em que a policia já havia rastreado a
ligação, os amigos, junto com os pais dela já estavam na Rio - Santos á
caminho de Angra.
A polícia já estava ao encalço de Grace e de onde ela poderia estar e Giselle
resolveu comunicar á policia juntamente com os pais dela, a questão do
amigo virtual que ela conhecera pela internet e que agora ela tinha a
certeza de que ela fora se encontrar com ele.
Emiliano e Alda estavam no carro oficial da policia civil dirigindo-se para
Angra e alguns carros dos amigos iam atrás.

*

A população da cidade balneária já estavam alvoroçadas com aquele
acontecimento que mexeu com a rotina da cidade e as reportagens já
estavam chegando cada vez mais para cobrir a tragédia.
Emiliano se dirigiu ao delegado enquanto viajavam e estava abraçado
a sua esposa apreensiva.
- Dr. o senhor tem a certeza de que ela pode estar em Angra mesmo?
- Sim, Sr. Emiliano, recebemos informação juntamente das investigações
da DP. de Angra e eles dão conta de que uma moça do mesmo perfil
de sua filha desembarcou á tarde em Angra na rodoviária.
Alda estava transtornada e não conseguia falar.. Só chorava e desta
vez com o rosto colado ao peito do marido em lágrimas.

Alda chora perda

Num dos carros atrás, onde estava Giselle, Dorothy, Zeca e Murilo ao volante
correndo em alta velocidade tentando acompanhar o carro da policia que
fazia de tudo para chegar em Angra o mais rápido possível, a turma pararam
de conjecturar o acontecido quando Dorothy chamou a atenção para uma
notícia pelo rádio.
- Escuta essa pessoal!
O pessoal ficou atônito com a fala do locutor que anunciava friamente o
acidente na Baia de Angra com a embarcação.
… até agora os corpos não foram encontrados e as buscas continuam!
Segundo informações um rapaz e uma moça estavam á bordos e segundo
entrevista do proprietário da embarcação foi uma imprudência do empregado
que não deveria sair do barco devido a problemas no motor o que culminou
com a tragédia.

O pessoal ouvia atento mas sem darem conta de que o caso tinha a haver com
Grace e seu amigo virtual.
-... direto do local do acidente a atualização dos fatos. Nosso repórter está com
a chefe da equipe de mergulhadores do corpo de bombeiros e vamos ás
informações ao vivo - completou o repórter.

As notícias se espalham

Pelos rádios transmitidos ao vivo, e pelas telas de Tv todos podiam ver a Oficial
Priscila momentos depois cercadas de repórteres que a indagavam.
E ela falou:
- Nada de concreto ainda a não ser um corpo resgatado que não sabemos
a identificação ainda, devido a necessidade de exames de DNA.
Podia-se ouvir e ver pelas transmissões ao vivo das TVs o tulmuto dos repórteres
no cais de Angra que perguntavam todos ao mesmo tempo enquanto a oficial se
afastava com seus subordinados encerrando as buscas por hora por causa do
anoitecer.
- Mas posso adiantar para informações de todos que perto do corpo resgatado,
o que não sabemos se e do rapaz ou a moça presumível foram encontrados alguns
objetos pessoais e só estamos esperando identificar para comunicar a família.
Os repórteres exaltados gritavam perguntando ao mesmo tempo as características
do objeto.
Querendo se livrar logo deles, ela vira-se com parte de seu equipamento na mão
como a máscara de mergulho e dá a noticia fatal:
- Há características de objetos femininos o que presume que parte do corpo
que conseguimos resgatar seja de uma mulher pelos objetos encontrados perto.
O outro corpo possivelmente será mais difícil de encontrar.
Agora, com licença, por favor !


As câmeras de segurança do Shopping Piratas de Angra que fica perto das Marinas de onde saíra a embarcação registrara todo o trajeto de Demétrio e Grace indo ao encontro dele no cais e toda a movimentação até o momento em que a embarcação zarpou do cais.

A câmera filma

E isso a policia apurou rapidamente de modo que quando os pais e os amigos de Grace chegaram em Angra, havia toda aquela movimentação em torno do acidente e logo souberam que a moça que estava no barco acidentado era justamente a Grace.
Os bombeiros ainda não houveram encontrado o segundo corpo e o que foi achado com alguns objetos da moça foi elevado para o Instituto Médico Legal da Região.
A turma ficaram num hotel na região e começaram a acompanhar o caso de perto. Dona Alda estava em estado de choque e logo souberam pelo delegado local de que a moça era realmente a Grace e foi revelado as imagens das câmeras de segurança do shopping e da saída para o cais.
Gizelle e Dorothy ficaram no hotel com Alda enquanto que os rapazes e seu Emiliano foram para o Instituto chamado pela polícia para tentar reconhecer pelos menos alguns objetos femininos que foram encontrados junto ao corpo boiando na Baía.
Zeca e Murilo acompanharam seu Emiliano com os policiais até ao prédio do Instituto e foi um momento dramático aquele.
Ao ser encaminhado pelos legistas para a sala á parte onde estava o corpo á mesa coberto por um plástico, Emiliano fiou aterrorizado á medida que se aproximava dele.
Zeca e Murilo ficaram do lado de fora ás lágrimas aguardando com os celulares na mão atendendo telefonemas de quem queriam notícias no Rio. E aos poucos foram sabendo o que realmente tinha acontecido.
Quando Emiliano entrou na sala fria e silenciosa acompanhado pelo legista e vendo aquele volume de corpo disforme por debaixo do lençol ele olhou atentamente e sua cabeça estava atordoada diante daquela cena.
Começou a chorar e lágrimas rolavam de seus olhos sem hesitação e tudo veio á sua mente naquele momento. As crises em casa com a esposa que levou o desnorteamento da menina a ponto de fazê-la a tomar atitudes insanas e ir parar naquela cidade para encontro de um desconhecido que fez ela perder a vida.
Foi aí que um dos auxiliares técnicos legistas se aproximou dele e trouxe-lhe um saco com objetos pessoais da moça.


- Sua filha ainda teve o cuidado de guardar o dinheiro e os cartões que tinha sob a roupa íntima dela. Estava quase danificado por causa do óleo derramado na água mas mesmo arremessada para longe ainda deu pra recuperar esses objetos... escondida na roupa íntima dela.
Emiliano reconheceu a bolsinha da filha e os objetos dela e constatou que os cartões era dela.
Olhou para o corpo sob o plástico outra vez e não quis ver mais nada. Não havia mais dúvida. Era sua filha, pelos objetos pessoais encontrado.
Pegou o telefone e resolveu ligar logo para o hotel para dar a notícia fatal.
Saíram do saguão do prédio do instituto cercado pelos repórteres que queriam falar com o pai da moça morta no acidente. Muita gente em volta de modo que Zeca e Murilo atordoados e sufocados com aquilo tudo já queria sair na porrada com os repórteres.
Os policiais o contiveram e o delegado do Rio teve que intervir junto aos repórteres:
- O pai da moça está chocado. Peço por favor procurar o delegado colega local para mais esclarecimentos.
Um dos repórteres em meio ao tumulto perguntou:
- É mesmo o corpo da moça que foi encontrado, delegado ???
- Presumimos que sim, mas ainda teremos que fazer o DNA para oficializar a informação. Logo poderão publicaremos notícias mais detalhadas.


***


Quando Gizelle recebeu o telefonema de Emiliano que não aguentou a falar e passou para Zeca, ele falou com ela
- Mas... - ela estava atônita - tem certeza de tudo isso, Zeca?
- Gizelle, o legista apresentou um material que foi encontrado com o corpo e eram mesmo objetos pessoais dela.
Ela levou as mãos trêmulas na boca e Dorothy se aproximou dela a olhando e logo a abraçando depois de constatar o olhar da amiga. Não tinham mais dúvidas. O pior aconteceu.
Zeca viu que não respondiam mais nada e elas estavam em estado de desespero.
Depois de prestarem depoimentos se encontraram com Dr. Rodolfo que se prontificou dar todo o apoio no que fosse preciso. Foi aí que ficaram sabendo que ele era o proprietário do barco e que a embarcação estava nas mãos de seu empregado e marinheiro Demétrio por imprudência.
Dona Alda estava sob sedativos e cuidados médicos no quarto e só estava esperando o marido para oficializar a constatação e enfrentarem a realidade.


*
Alta noite em Angra e a cidade dormiu sob o impacto da notícia daquele acidente.
A Imprensa repercurtiu pela manhã o acontecido e logo foi noticiado o achado dos pertences da moça.
Tudo estava nebuloso naquela noite e muito confuso diante daquele caso e a questão do crime e golpe da Internet veio á tona na mídia e logo a Imprensa marrom já falava com aberração de Demétrio que "meteu um "7" na novinha em Angra e que culminou naquela tragédia.
Cais de Angra

*
Quando ela acordou pela manhã naquele casebre não muito longe dalí do litoral, mal podia acreditar no que aconteceu. Abriu os olhos deitada numa cama e numa casa estranha e ficou olhando para o teto de telhado daquela casa simples. Estava bem e não machucada.
- Moça !! Moça !!
Aquela voz não era estranha. Ouvia não sabia ainda daonde, mas começava a se lembrar dos fatos:
Moça!! Moça!!  É melhor a senhora pular daí ! Pula !
Era alguém de um barco próximo no momento de seu desespero em que Demétrio foi para a casa de máquinas tentar fazer alguma coisa pra contornar a situação.
Ela ficou em dúvidas se pegava seus objetos num banco próximo do convés e ao mesmo tempo olhava para o barco simples do outro lado de alguém que gritava para ela.
- Vem moça!  Pula daí !  Pula!  Esse barco tá pegando fogo !
Ela olhava para o homem do barco ao lado que a seguia com sua embarcação a motor e para o interior do Iate onde sumiu o rapaz. Mas em seu desespero, sem saber o que poderia acontecer e o terror daquela fumaça densa que cobria a embarcação que ia quase parando sob a fumaça, ela resolveu pular e sem nem mesmo pegar seus pertences.


Demétrio ainda conseguiu abrir a bolsa de Grace e pegar a bolsinha dela com seu dinheiro e os cartões de crédito e colocou na sunga e foi para o outro lado do barco atravessando a fumaça densa. Viu que não tinha jeito para aquela situação.


Grace se chocou com o impacto das águas no momento em que mergulhou, e ficou atordoada nas águas sem saber o que fazer. Sabia nadar um pouco mas viu o barco do pescador se aproximar dela. O desconhecido mergulhou e logo a agarrou e olhou aterrorizado para o barco que aumentava as chamas cada vez mais se afastando devagar.
Abraçado á moça, experiente que era, disse:
- Moça é melhor prender a respiração um pouco e vamos mergulhar um pouco antes de ir pro meu barco. Vamos precisar.


Do Iate já em Chamas na parte de trás, Demétrio ia subir uma parte para saltar também e tentar salvar sua vida sem ao menos pensar que a moça estava em perigo. Mas ja conseguira o que quería. Foi quando num lance de olhar, viu que ela estava no mar e que alguem a agarrou.
Ela pulara no mar primeiro do que ele e sua mente doentia não deixou raciocinar direito. Quando ele a viu abraçada aquele homem no mar e que só estava tentando salvar a vida, ele em sua fúria insana, com sua carteira escondida fez um gesto obsceno para ela e ainda gritou:
- Cachooooorrra !
E a embarcação explodiu sem nem mesmo dar tempo de Demétrio pular. Os destroços do barco juntamente com parte de seu corpo foi arremessado no mar. E foi justamente aquele escondido debaixo daquele plástico que Emiliano não queria ver. Os objetos encontrados junto ao corpo despedaçados mas na parte íntima era...
- Moça ! Moça !  A senhora tá bem ?
Foi ai que Grace reconheceu a voz de seu salvador que se aproximou do Iate em chamas com seu barquinho simples e mandou ela pular. Ainda podia sentir o calor nas águas e o clarão que fez metros depois do barco explodindo enquanto eles estavam submersos conforme o pescador mandou. Era para que amenizasse o calor das chamas do impacto da explosão.
- A senhora tá bem ?
- Acho que sim. Um pouco tonta. Mas não to machucada não.
- Estão preparando alguma coisa pra senhora comer. Depois temos que achar sua familia..
Ela se lembrou de relance tudo o que aconteceu, sua fuga de casa, sua fuga com seu "amado" e todo aquele acontecimento que poderia culminar em uma tragédia maior para ela. E seus olhos marejaram de lágrimas.
-chora não, moça. Qual teu nome ?
Os braços dela ainda estava fortes e não estava arranhada e nem lesionada. Apenas perdera sentidos por causa do choque e desmaiara levada pro barco e prá casa daquele pescador. Enxugou os olhos e custou um pouco entender a pergunta do moço, lembrando dos últimos acontecimentos.
- Meu nome é Grace, moço. Grace.
- É um milagre a senhora tá viva !
- Murilo, você está bem? - pergunta Zeca ao fitá-lo por alguns instantes e percebera que ele andara chorando.
- Não estou bem não mano! - disse ele, sentado na praça de cabeça baixa.
- Mano, não fica assim não! A perda da Grace foi lamentável mas devemos seguir em frente agora.
- Você não entende como é perder uma pessoa tão especial como ela.
- Mano, a Grace é minha amiga também e eu estou sofrendo muito por ela ter nos deixado nessa vida. Todos nós estamos abalados com essa situação.

Murilo sente

- Eu amava a Grace, Zeca. Eu queria muito ter contado á ela isso mas eu nunca tive coragem de falar entende? Você ali o tempo todo com aquela mina e não ter coragem de dizer que a amava por conta da amizade. Por medo de perdê-la talvez. Ah como eu sou tão idiota! Como eu pude ser tão burro. Eu devia ter contado, ter revelado meu sentimento desde o início. Somente assim ela não viria pra essa cidade se encontrar com outro e terminar do jeito que terminou mano. - suas palavras viram lágrimas que rolavam face abaixo.
- Pow mano eu não sabia que você gostava da Grace de verdade. Achei que fosse só amizade.
- Não mano, era mais do que amizade. Era amor sincero. Sempre amei a Grace só que nunca tive coragem de me declarar entende? E agora eu não sei o que eu faço da minha vida sem ela.
Zeca se aproxima de Murilo e o abraça.

Neste ínterím, Daniel e Wallace assistem as notícias sobre o acidente ocorrido em Angra.
- Preciso falar com a Giselle mano!
- Daniel, foi você mesmo que disse que nunca mais iria procurá-la.
- Eh. Eu sei mano! Só de lembrar daquele beijo dela com aquele rapaz, me dá ódio. Mas a gente trabalha junto irmão. Vai ser difícil olhar pra ela naquele escritório de novo, mas fazer o que? Eu preciso daquele emprego. E eu estou preocupado com a Grace também. To sem notícias pow!
- Entendo. Bom você pode falar com a Dorothy. Quem sabe ela não te fala algo sobre a Grace.
- Eh verdade mano. Eu esqueci que tenho contato com a Dorothy. Vou ligar pra ela agora mesmo!

- Daniel! Oi! Como estão as coisas aí na empresa? - pergunta Dorothy ao receber o telefonema do rapaz.
- As coisas aqui vão indo. Quando você volta?
- A gente vai voltar em alguns dias. E o Sr. Otávio, perguntou pela gente?
- Ele está preocupado com a Grace. Eu também te liguei por esse motivo pra saber das notícias.
- Daniel, a gente está chocado com o acidente da Grace.
- Acidente? - fica perplexo Daniel.
- Pois eh. Sabe o acidente no barco que houve aqui em Angra?
- Estou sabendo.
- A Grace estava nele e ela falecera, Daniel.
- Oh céus! - Ele fica surpreso e impactado pela notícia.
Wallace estranha a fisionomia do irmão.
- O que houve mano?
- A Grace morreu Wallace. - Ele só consegue falar tais palavras.

Próximo Capítulo: Ninguém se conforma com perda de Grace - Murilo sofre e não consegue parar de pensar no acontecido

Link Original: http://www.talentososescritores.com.br/2013/05/cap-10-coracoes-desimpedidos.htmlhttp://www.talentososescritores.com.br/2013/05/cap-11-coracoes-desimpedidos.html
←  Anterior Proxima  → Inicio
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Meu Canal no Youtube

Novidade!!

Blogs Brasil

Google+ Badge

Ajude o site e ganhe um brinde exclusivo!

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Siga-nos por E-Mail

As Top 5+!

Frase do Dia

Seguidores