...
Feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
® Talentosos Escritores 2011/2015 - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

Postagem em destaque

O sorriso que muda tudo - Texto Especial

Engraçado quando você gosta de uma pessoa e ela não te dá nenhuma chance. Não corresponde seus olhares, alega que a distância é um fardo eno...

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Google+ Followers

Featured Posts

Social Icons

Arquivo do blog

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você
Clique e conheça! Por Adriana Vieira

Arquivados

Tenha Talentosos Escritores no seu E-Mail

Compartilhe suas ideias!

Compartilhe suas ideias!

Em breve!

Marcadores

Traduza!

@Leoangellus

Anuncio!!

Leitor (a) da Semana

Leitor (a) da Semana
Quem será o próximo (a)?
"O site Talentosos Escritores" estará passando por mudanças em breve. Portanto, a ausência de postagens de conteúdos importantíssimos como as novelas por exemplos. Mas isso é algo que estamos organizando, tempo ao tempo. Eu, como administrador, estou contando com uma equipe boa pra poder fazer o site cada vez melhor. A gente está se reunindo pra obter novidades em alta pra você, que nos acompanha há muito tempo. Peço desculpas pela demora dos conteúdos e a gentileza de aguardarem pacientemente. O Talentosos Escritores vai mudar, mas tenho certeza de que será pra melhor ok! Um grande abraço a todos." - Leandro Angellus

Oferta Amazon!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

14º Capítulo - Perdidos de Saudade

video

Uma expressão de seriedade estampa o rosto de Vera.
_Mas você...
_Eu o quê hein? Preciso de ajuda. _diz Betina, séria.
Vera abre a porta do carro e faz ela entrar depressa, antes que alguém a veja com ela e ao entrar junto, começa a falar:
_Eu não vou ajudar você. Suma da minha vista!
_Eu estou sendo caçada pela polícia, sua velha idiota!
_E o que eu tenho a ver com isso? Quem planta, colhe e você está colhendo. _diz Vera, dando de ombros.
_Ah é assim né? Ótimo! Eu vou falar a verdade pra polícia sobre o desaparecimento do seu neto.
Vera volta a encará-la com muita raiva e diz:
_Você não se atreveria. Eu te dei um bom dinheiro pra cair fora do Brasil e você desperdiçou com maconha e bebidas.
_Você deve estar muito mal informada ao meu respeito. Eu não uso drogas.
_Sei. O que você quer agora? Quer mais dinheiro?
_Eu quero ir pro exterior.
Vera começa a zombar da cara dela nessa hora.
_Você é muito burra! Jumenta!

Vera não gosta de ver Betina

_Não me desafia Vera Lopez porque da mesma ruína que estou, você já provou um dia.
_Sim. Mas eu fui esperta. Consegui me salvar da pobreza que cercava a minha vida. Agora veja o seu estado e olhe para o meu. Eu cheguei num auge que você não vai conquistar nunca.
_Eu não estou aqui pra discutir sobre a sua situação de vida. Vai me dar a grana ou não pra eu sumir com o seu neto do Brasil?
_Como você está cuidando do Luís?
_Bem. Ele é um menino muito bom e confia em mim. Somos unidos. _diz ela, mentindo.
_Que bom! Melhor assim. E ele sabe da reportagem?
_Acho que não senão teria me perguntado algo. Me dá a grana que eu sumo com ele pra sempre.
_Eu vou providenciar passagens de um cruzeiro e te aviso ok! Agora saia do meu carro senão você vai infectar ele todo. _diz Vera, cheia de delicadeza e grosseria.
Betina coloca a peruca na cabeça e os óculos e sai do carro rapidamente, fechando a porta.
Mal Betina sai do carro, Vera vê Rubens se aproximar da mansão rapidamente.
_Essa não! _ela se preocupa.
Rubens chega na mansão de Martha rapidamente e Vera sai do carro.
_Mas o que é que você está fazendo aqui? _pergunta Vera.
_Eu vim falar com a Martha. _diz Rubens, nervoso.
_Você não vai falar com ninguém aqui.
_Não tente me impedir Vera porque não sabe o que te espera.
Rubens entra pelo portão da mansão e Vera não consegue dete-lo. Laerte o vê entrando e tenta segurá-lo. Martha e Mariana ouvem algazarra do lado de fora e vão ver o ocorrido. Nessa hora chega Adalberto e tenta deter Rubens também.
_Martha, meu amor! Preciso falar com você! _diz Rubens.
_Não chama minha mulher de seu amor. _diz Adalberto, dando-lhe um soco no rosto.
_Ela pode ter se casado com você mas é a mim que ela ama.
_Eu vou acabar com você e vai ser agora, cretino!
Martha impede segurando o braço de Adalberto.
_Chega! Parem os dois! Parecem crianças.
Nesse mesmo momento, a empregada Dulce fica boquiaberta com a situação. Augusta chega também e reconhece Laerte.
_Mas é você mesmo!
Dulce olha pra ela e espantada, pergunta:
_Quem, Augusta?
_O cachorro. Sem vergonha do meu marido. _diz ela, séria.
_Ai meu Deus! Mais confusão não pelo menos hoje. _diz Martha, preocupada.
_Desculpa mas eu nem conheço a senhora. _diz Laerte, tentando fugir.
_Safado! Eu vou te matar! _diz Augusta, brava. _Me plantou dois filhos e agora nem se lembra de mim.
_Pega esse cachorro! _diz Dulce, irada.
Vera e os outros ficam sem entender nada daquela situação enquanto Augusta corre atrás do Laerte e o pega pelo braço, dando uns safanões nele.
Dulce vai pra cozinha rapidamente e Adalberto com Rubens afastam os empregados que brigavam feio.
_Calma gente! Por favor! _diz Mariana, tensa.
_Meu Deus! O que está havendo nessa casa? _Fica chocada Martha.
_D. Martha, desculpa mas ele mereceu. Ele me abandonou com dois filhos e sumiu no mundo. Nem se interessou em saber como estavam as crianças. _diz Augusta, irritada.
_A gente pode conversar numa boa. _diz Laerte, todo rasgado.
_Vou te mandar prender seu cachorro safado! _diz a mulher.
_D. Vera, me ajuda! _diz Laerte, em súplica.
_E eu me misturo com pobre? Você merece Laerte! _diz Vera, cheia de si.
_Eu estou cansada de tudo isso! Laerte, depois converso com você e com a Augusta. Agora quero saber do Rubens. O que você quer conversar comigo de tão importante? _pergunta Martha, já nervosa.
_Ele começou a confusão toda. _diz Adalberto.
_Acho melhor o Rubens ir embora. Ele já acabou com a nossa paz. _diz Vera.
_Eu não vou sem antes de dizer umas verdades. _diz Rubens.
_Você não vai falar nada mais aqui. _diz Adalberto, tentando colocar ele pra fora e com o apoio de Vera.
_Fala Rubens! _diz Martha séria.
_Melhor que ele fale mesmo. _Incentiva Mariana. _Deixem ele falar poxa!
Rubens se desvencilha de Adalberto e chega próximo a Martha e diz:
_Eu não vim aqui a toa pra pedir isso. Martha, confia em mim!
_Eu não estou entendendo o que quer dizer.
Rubens segura forte a mão de Martha e diz:
_Eu tenho uma coisa pra te falar mas tem que ser num lugar onde só tenha nós dois.

Confia em mim

_Mas...
_Confia em mim!
E antes que Rubens ia dizer algo mais, Adalberto o empurra pro lado de fora do portão e deixa um recado:
_Suma da vida da minha mulher e da família dela!
Martha sente uma tristeza em seu coração ao ver os olhos de Rubens e Mariana a abraça forte.
As duas entram dentro de casa e Rubens se afasta da mansão sob a mira de olhares de Vera e Adalberto.
Marlene o espera no carro do outro lado da esquina, quando este entra depressa.
_E como foi a conversa com ela? _pergunta Marlene curiosa.
_Tensa. Eu não tive coragem de falar a verdade.
_Foi melhor assim Rubens. Martha já sofreu demais e tudo tem sua hora certa. Você precisa achar o seu filho.
_Sim. Meu Luís Felipe. Meu filho. _diz Rubens, esperançoso.
_Está feliz com essa nova descoberta?
_Muito. Você nem imagina. A essa altura da vida, eu nunca imaginei que tivesse um filho e ainda mais do meu grande amor.
_Vera sempre se intrometeu no seu relacionamento com a Martha e Luís Felipe foi uma vítima.
_Eu vou achar o meu filho e vou esfregar na cara de Vera todas as coisas ruins que ela cometeu no passado. _diz Rubens, decidido.

Roney e o delegado chegam no clube Faroeste e encontram Mateus por lá.
_Mateus, conforme você pediu, eu fui a delegacia saber da sua verdadeira história e o delegado Jota queria te conhecer. _diz Roney.
O delegado cumprimenta Mateus e diz:
_Então você é o suposto filho de Martha?
_Acho que sim. _responde Mateus.
O delegado olha para Roney e diz:
_Preciso conversar com ele a sós.
Roney permite e sai do escritório deixando os dois sozinhos na sala.
_Mateus é o seu nome né?
_Sim. Me chamo Mateus.
_Filho de Betina.
_Exatamente. _diz ele sério.
_Eu estou surpreso em encontrar um rapaz com as mesmas descrições do filho desaparecido de Martha. _diz o delegado Jota. _Você não imagina como uma mãe aguarda ansiosa por notícias de um filho que nunca mais viu desde a festa de aniversário de um amigo de infância.
_Festa de aniversário?
_Sim. Foi numa festa em que você foi supostamente raptado por uma mulher chamada Betina, que é sua mãe nos dias de hoje.
_Eu não sabia disso. Aliás nem lembro desse fato.
_Tem alguma coisa que te faz lembrar do passado?
_Sim. Tem. _diz Mateus tentando não conter a emoção. _O piano. Me lembro de um piano.

O delegado Jota fica sério nesse instante e suas conclusões são provadas. Aquele rapaz em sua frente era mesmo Luís.


Próximos Capítulos: Vera impede Mateus de falar com Martha - Carlos sente um carinho por Mariana - Sandra fica com Marcos em boate.
←  Anterior Proxima  → Inicio
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Meu Canal no Youtube

Novidade!!

Blogs Brasil

Google+ Badge

Ajude o site e ganhe um brinde exclusivo!

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Siga-nos por E-Mail

As Top 5+!

Frase do Dia

Seguidores