Blogs Brasil

® Talentosos Escritores 2011/2015 - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
"O site Talentosos Escritores" estará passando por mudanças em breve. Portanto, a ausência de postagens de conteúdos importantíssimos como as novelas por exemplos. Mas isso é algo que estamos organizando, tempo ao tempo. Eu, como administrador, estou contando com uma equipe boa pra poder fazer o site cada vez melhor. A gente está se reunindo pra obter novidades em alta pra você, que nos acompanha há muito tempo. Peço desculpas pela demora dos conteúdos e a gentileza de aguardarem pacientemente. O Talentosos Escritores vai mudar, mas tenho certeza de que será pra melhor ok! Um grande abraço a todos." - Leandro Angellus

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

17º e 18º Capítulos - Perdidos de Saudade


Martha chega em casa e encontra Adalberto a esperando no sofá da sala.
_Chegou cedo do trabalho? O que houve? _pergunta ela.
_Eu não me senti bem e vim pra casa.
_Como assim não se sentiu bem? _se preocupa ela.
_Eu tive um mal estar mas não se preocupe. Eu estou bem.
_Adalberto, você pode contar comigo sempre. Mesmo que não exista nada entre a gente além de uma amizade.
_Desculpa mas não quero conversar sobre relacionamento agora.
_Tudo bem. _diz ela.
_Nós dois chegamos numa fase que eu nunca imaginei passar em minha vida.
_Adalberto, não somos mais aqueles jovens de antes. Tudo mudou.
_Sim e só agora eu percebi quanto tempo joguei fora com você. _diz Adalberto sério.


Betina embarca no cruzeiro e parte rumo a Miami, EUA. Vera fica cheia de raiva por não conseguir impedir a viagem dela e já pensa em eliminar o neto, pois ele pode ser um encalço em seu sapato. No hospital, Mariana e Carlos trocam muitas conversas e os dois se identificam bastante. Sandra faz comentários a respeito dos dois pra algumas pessoas que trabalham no hospital e Orlando fica ciente da situação. Ele chama Mariana pra conversar em particular.
_Senhor Orlando, o Carlos é o meu paciente e eu estou me dedicando aos cuidados dele.
_Hum. Eu sei que você faz um excelente trabalho nessa clínica, mas estou preocupado. Algumas pessoas vieram a me informar de que você esteja tendo algo mais íntimo com ele.
_O que está insinuando?
_Que vocês estejam namorando. Foi isso que me foi passado.
_Isso é um absurdo!
_Mariana, eu não me importo se você está gostando do Carlos. Eu só não quero que isso atrapalhe as suas atividades aqui na clínica.
_Senhor Orlando, a pessoa que falou isso pro senhor é uma verdadeira idiota. Pergunte a essa pessoa por favor se ela não tem nada de melhor a fazer do que ficar inventando fofocas ao meu respeito. _diz Mariana, brava e Sandra ouve do outro lado da porta.

Vivian entra no hospital e escondida de todos, entra no quarto de Carlos. Ele estava dormindo e ela se aproximando, pega em sua mão.
_Meu amor, eu queria tanto te ver. Você não faz ideia do quanto sinto sua falta.
Mariana abre a porta e dá de cara com ela.
_Quem deixou você entrar aqui?
_Eu sou a noiva do Carlos. Tenho direitos!
_Ah desculpe! _diz Mariana, mudando de expressão.
_Tudo bem. Eu vim ver como está o meu amor. Está cuidando dele direito?
_Sim. Fazendo o meu melhor.
_Acho bom mesmo porque eu quero ele fora desse quarto logo, logo. A gente vai ficar junto, vai se casar, ter uma família e morar bem longe do Brasil.
_Sei. Mas ele não está em condições de receber visitas agora.
_Eu amo você Carlos e sei que você me ama também. _diz ela, beijando a mão dele na frente de Mariana e a ignorando.
_Eu vou deixar vocês a sós. _diz Mariana, se chateando e saindo porta afora enquanto Vivian fica com ele.

No clube, Daniel pede uma cerveja justamente a Mateus e os dois nem imaginam que eram amigos de infância. Enquanto ele toma a cerveja, Mateus faz os seus afazeres, atendendo outras pessoas que estavam ao redor. Roney chega e se aproxima de Mateus e pergunta:
_como estão as coisas por aqui?
_Ta tudo certo. E o delegado entrou em contato?
_Ainda não amigo mas assim que ele falar comigo, te aviso.
_Será que a Martha Lopez vai me reconhecer depois de tanto tempo?
_Eu não sei, Mateus. Pode ser que sim ou pode ser que não.
De repente, Daniel ouve aquilo e se engasga com uns aperitivos, fazendo os dois encararem ele.
_Desculpa, mas eu conheço essa Martha Lopez. Ela é amiga da minha mãe.
Roney e Mateus se entreolham.

Daniel bebendo cerveja

Enquanto isso, um motoqueiro tatuado e usando óculos escuros, de regata preta e tênis de marca se aproxima da cidade, com sua moto Yamaha azul com preta. 

Uma nova visita

Ainda no clube, Mateus fica curioso e pergunta como é Martha Lopez pessoalmente, á Daniel.
_Bom, meu jovem ela é uma pessoa muito legal, bondosa demais. Ajuda as pessoas que precisam de algo. Diferente da mãe dela, ela é uma verdadeira madre de Calcutá sempre se solidarizando com famílias de classe pobre e não se importa com luxúria.
Roney olha pra Mateus e diz a Daniel:
_O Mateus tem vontade de conhece-la de perto.
_Eu posso leva-lo até ela se quiser mas desculpe a pergunta, desejam o quê com ela? _pergunta Daniel.
_Assunto pessoal. _diz Mateus. _Mas de grande importância.

Dias se passam...
No hospital, Mariana e Carlos se encontram.
_Eu senti sua falta durante esses dias. _diz Carlos.
_Eu estava cuidando de outro paciente.
_Ah sim! Eu me sinto melhor sabia quando você está perto.
_Carlos, é melhor que nos afastemos. Eu não posso me envolver com você.
_Mariana, mas eu gosto de você. A gente pode conversar, se conhecer melhor.
_Desculpa mas eu não posso. _diz Mariana, séria.

Enquanto isso, o delegado Jota encontra Martha na esquina e os dois se cumprimentam.
_Eu queria muito conversar com você, delegado!
_Sim. Diga!
_Tem alguma informação sobre o caso do meu filho?
_Martha, eu não vou mentir pra você mas eu consegui novas pistas sobre o caso.
_Que tipo de pistas? Eu quero saber de tudo.
_Achamos um rapaz com as características do seu filho desaparecido.
Martha nesse momento se sente radiante.


Daniel leva Mateus na garupa da sua bicicleta até a mansão, mas antes de chegar lá, Laís os encontram juntos e pergunta:
_Posso saber onde você vai com esse rapaz?
_Mãe, eu vou levar ele até a mansão. _diz Daniel, enquanto Mateus sério não entendia nada.
Daniel continua o percurso e Mateus pergunta:
_Será que encontro ela em casa desta vez?
_Não sei mas se não encontra-la, pode ficar esperando na cozinha com a Dulce. Ela é muito legal.
_Quem é Dulce?
_A empregada da casa. Ela conhece tudo na mansão.
_Ela conheceu o Luís?
_Sim. Porquê?
_Por nada. _diz ele, sorrindo.

Sandra se encontra com Marcos no clube e os dois ficam outra vez. Ele leva ela para um hotel próximo. Já Rubens decide se encontrar com o delegado e ao chegar na delegacia, encontra Martha com ele conversando.
_Rubens, você por aqui? _pergunta Martha.
_Eu vim falar com o delegado mas não sabia que estivesse aqui. Aconteceu algo?
_Não sei ainda. Mas acho que minhas esperanças voltaram.
_Hum. _diz Rubens.
O delegado cumprimenta o empresário.
_Que motivos o trazem aqui, Senhor Rubens?
_Eu vim saber do caso do Luís também. _diz Rubens, pra surpresa de Martha.
O delegado olha pra ele sério e ao mesmo tempo volta a encarar Martha.

No escritório, Vera fica impaciente e com raiva, quebra objetos na sala. A secretária entra e encontra a bagunça.
_Senhora, está tudo bem?
_Saia daqui antes que eu quebre algo em você. _diz ela, cheia de raiva.
A secretária sai imediatamente enquanto Vera fica resmungando sozinha:
_Eu não vou deixar meu neto se apossar de tudo que tenho outra vez e não vou deixar aquele Rubens entrar na minha família. Eu tenho que deter os dois.
De repente, entra Adalberto.
_Vera, o que está havendo aqui? A sua secretária falou que você enlouqueceu.
_Ainda não enlouqueci mas saiba que o dia que acontecer isso, eu vou acabar com muita gente.
_Vera, o que está havendo afinal? Porque está falando assim?
_Eu estou me sentindo indignada. Tem gente querendo ser melhor do que eu.
_Está falando do Rubens né?
_Também. Adalberto, se você quer salvar seu casamento, evita o Rubens se aproximar de sua mulher.
_A gente não tem volta Vera. Sua filha e o Rubens se amam.
_Nãooooo! Eu não vou deixar que os dois fiquem juntos. _diz Vera, irada.

Mateus chega na mansão e Daniel o leva até a cozinha onde Dulce os encontram. Ela abraça Daniel e diz que ele está sumido e que sente sua falta e ao ver Mateus, pergunta:
_Quem é esse rapaz?
_É um amigo. Ele veio falar com a D. Martha mas acho que ela não chegou né?
_Martha está envolvida em mil problemas. Qual o seu nome querido? _ela pergunta ao rapaz que sorri.
_Mateus. _responde ele.
_Bem vindo Mateus. Assim que Martha chegar, eu aviso a ela que você está aqui. Engraçado! Você me lembra alguém?
Daniel olha pra Mateus e diz:
_Posso comer um pouco daquele salpicão ali?
_Fique á vontade meu anjo. _diz a empregada.
Mateus sorri com o jeito de Dulce e diz:
_Eu também tenho a sensação de que lhe conheço.

Na delegacia, Martha e Rubens conversam em particular.
_Eu confesso que fiquei surpresa quando te vi perguntar ao delegado sobre o meu filho. Por favor Rubens se você sabe de algo, me fala.
_Martha, eu não tenho pistas do paradeiro do Luís.
_Mas porque esse interesse nessa história?
_Eu não quero te deixar sozinha nessa busca.
_Rubens, tem alguma coisa errada nisso. Eu sinto. Você sabe de algo que eu não sei e pode começar falando.
Rubens fica sério ao ouvir tais palavras de Martha.


Próximos Capítulos: Martha se emociona ao rever filho desaparecido - Daniel apresenta o namorado a mãe.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Lançamento!

 
Copyright © 2013 Conectando Ideias - Traduzido Por: Templates Para Blogspot
Design by FBTemplates | BTT
close
#