...
Feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
® Talentosos Escritores 2011/2015 - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

Postagem em destaque

O sorriso que muda tudo - Texto Especial

Engraçado quando você gosta de uma pessoa e ela não te dá nenhuma chance. Não corresponde seus olhares, alega que a distância é um fardo eno...

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Google+ Followers

Featured Posts

Social Icons

Arquivo do blog

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você
Clique e conheça! Por Adriana Vieira

Arquivados

Tenha Talentosos Escritores no seu E-Mail

Compartilhe suas ideias!

Compartilhe suas ideias!

Em breve!

Marcadores

Traduza!

@Leoangellus

Anuncio!!

Leitor (a) da Semana

Leitor (a) da Semana
Quem será o próximo (a)?
"O site Talentosos Escritores" estará passando por mudanças em breve. Portanto, a ausência de postagens de conteúdos importantíssimos como as novelas por exemplos. Mas isso é algo que estamos organizando, tempo ao tempo. Eu, como administrador, estou contando com uma equipe boa pra poder fazer o site cada vez melhor. A gente está se reunindo pra obter novidades em alta pra você, que nos acompanha há muito tempo. Peço desculpas pela demora dos conteúdos e a gentileza de aguardarem pacientemente. O Talentosos Escritores vai mudar, mas tenho certeza de que será pra melhor ok! Um grande abraço a todos." - Leandro Angellus

Oferta Amazon!

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

28º Capítulo - Perdidos de Saudade

video

Na empresa, Rubens acerta algumas pendências com sua secretária quando Luís chega. Os dois se abraçam.
_Filho, ainda é cedo pra vir trabalhar. Aconteceu alguma coisa?
_Não, Pai. Eu só queria levar um papo com o senhor.
_Claro. Vamos ao meu escritório!
E ao entrarem juntos, os dois decidem conversar pessoalmente.
_Sou todo ouvidos. Diga-me! _se prontifica Rubens.
_Eu fiquei sabendo do seu antigo sonho.
Rubens fica sério nesse instante.
_Não precisa fazer essa cara, pai. Eu quero ajuda-lo.
_Me ajudar? Filho, as coisas não são assim como pensa. Foi uma fase que hoje não está mais inclusa em meus planos.
_Pai, o senhor era um ótimo radialista. E talvez seja ainda.
Rubens começa a coçar sua cabeça enquanto Luís continua.
_Minha mãe contou sobre o seu gosto pela comunicação.
_Ela não podia ter falado sobre isso. Foi uma coisa que deixei pra trás e não queria mais reviver sabe?
_Qual o medo, pai? Medo de não conseguir?
_Quando eu trabalhei como radialista, eu tive alguns problemas pessoais que de uma certa forma, interferiram. Aí eu desanimei e me formei em advocacia e depois, entrei pra faculdade de administração e contabilidade. E eu fui deixando de lado essa carreira de locutor de rádio.
_Mas o senhor gosta dessa área. Minha mãe disse que vocês se conheceram através do rádio.
_Sim. Ela ligou pra pedir uma música e a gente acabou marcando um encontro depois. Foi muito bom.
_Sim. E ela falou que ainda não estava com Adalberto.
_Adalberto veio depois. Foi um casamento forçado pela sua própria avó em meio a uma crise infinita de discussões.
_Eu to sabendo de tudo isso. Só não entendo ainda o meu sequestro.
_Filho, esquece essa história. Você e a Martha se encontraram.
_Eu não posso, pai! Eu quero descobrir algo mais nisso tudo. E acho que a única pessoa que pode me revelar toda a verdade é minha própria sequestradora. _diz Luís, confiante.

Mariana passeia com Carlos na praia e os dois assistem o pôr do sol juntos.
_Então, feliz por ter mais um membro na família lopez? –pergunta Carlos.
_com certeza. Minha mãe esperou tanto por esse momento e fico feliz por ela.
_Agora eu também faço parte dessa família.
_Verdade. Só que falta marcar a data do casamento.

Ah o amor!

_A gente vai marcar sim. É uma coisa que não podemos esquecer jamais.
_Agora que o meu irmão foi encontrado e que as coisas estão começando a ficar bem, eu estou pensando em me afastar do hospital.
_Se afastar porquê amor?
_Não quero mais problemas com a Sandra. Desde que mudou de cargo, está cada vez mais pior lá dentro e eu confesso que não aguento mais.
_Bom, eu tenho contatos e posso ver um emprego melhor pra você.
_Faria isso por mim, vida?
_Claro. Eu faria muito mais por você. –diz Carlos, a beijando nos lábios.


No clube Faroeste, Daniel toma uma cerveja ao lado do namorado. Os dois trocam beijos e carinhos um com o outro. De repente, o seu namorado vai ao banheiro e deixa ele sozinho no bar. Distraído com as mensagens no celular, um outro rapaz se aproxima de Daniel e diz:
_Posso te fazer companhia?
_Desculpa. Eu estou acompanhado. _diz Daniel, tentando ser gentil e nem olhando a pessoa de perto.
_Poxa, que pena! Achei que estivesse livre esta noite.
Daniel olha para o rapaz e acha graça.
_Seu bobo! É você? Quanto tempo!
Os dois se abraçam.
_Cara, senti muitas saudades suas. Por onde tu andou? _pergunta Daniel.
_Eu estava por aí. Fiquei um tempinho fora do Rio. Fui pra Maceió e depois voltei pra São Paulo. E você? Conte-me as novidades!
_Eu estou muito feliz, sabe? E mais feliz agora que te achei!
_Espero não estar atrapalhando. _diz Luan, com uma expressão séria ao ver a felicidade de Daniel e do rapaz ao lado.


Laerte sai com o seu carro e vai até a casa abandonada no meio do nada, onde se encontra Betina e por lá os dois conversam.
_Até quando eu vou ficar enjaulada aqui?
_As ordens de Vera foram expressas. Você vai ficar até as coisas se abrandarem por lá. Quer saber da novidade?
_Claro. Aqui não tenho nenhuma comunicação.
_Eu vou trazer uma televisão pra cá quando vier de novo. Mas vou te contar. Querem sua cabeça. Seu próprio filho quer pagar 50 mil pela sua captura.
_Filho ingrato. Depois de tudo que eu fiz por ele e ele me tratar como uma marginal. Depois que virou rico, ficou pior ainda.
_Bom, parece com você agora. Ele está dando ordens até na empresa e na mansão.
_Ah mas isso eu queria ver. Eu fico imaginando a cara da Vera quando receber ordens do neto. Ela deve ficar mais irritada do que eu.
_Vera está tentando ser passível com ele mas tenho certeza de que não vai suportar por muito tempo.
_Eu tenho que sair daqui. Preciso encarar aquele moleque de frente.
_Jamais e estragar os planos da Vera? Nada disso. Você vai permanecer aqui até ela mandar que saia.
Betina fica séria.

No clube, Luan é apresentado por Daniel ao seu amigo. Os três conversam no bar e o clima fica meio estranho quando o rapaz diz que já foi apaixonado pelo Daniel numa época passada. Luan sente ciúmes mas não consegue resistir. Ele abraça Daniel e diz:
_Pra que falar de passado né? O futuro é o que nos importa!
_Então, um brinde ao futuro! _diz o rapaz, se prontificando a brindar com os dois.
No término da noite, Daniel e o namorado se despedem dele e saem. Os dois conversam a caminho de casa.
_Por que não correspondeu aos sentimentos dele? _pergunta Luan.
_Era apenas amizade e nada mais além disso. Deixa de ser bobo!
_Sei lá. A amizade as vezes se transforma em amor.
_Está querendo dizer o que com isso? Que eu posso estar amando ele?
_Desculpa, tá! Mas é que eu gosto de você muito e não quero te perder pra ninguém.
_Você não vai me perder, Luan. Só tem que aprender a lidar mais com sua confiança. Ele é meu amigo e eu não tinha contato dele. A gente tinha uma amizade incrível, mas nunca passou disso. E na boa, eu estou com você.
_Vamos esquecer isso ok! Vamos pra casa. _diz Luan, abraçando Daniel.

Sem confiança não dá certo!

Na mansão, Vera chega ao seu escritório e se assusta ao ver o seu próprio neto sentado em sua cadeira.
_Mas o que pensa que está fazendo aqui?
_Boa noite, vó! Como foi o seu dia de trabalho?
_Por favor, saia do meu escritório!
_Desculpa, mas não vou sair enquanto não lhe falar algumas verdades.
_Que verdades, moleque? Saia logo daqui!
_Bom, pra começar... Meu pai e minha mãe. Por que até hoje a senhora não deixa de ser tão hipócrita e não aceite o fato de que os dois se amam de verdade.
_Só pode ser algum castigo que eu estou recebendo. Moleque, não me faça perder a minha paciência.
_A partir de hoje, eu quero ver minha mãe feliz. E com o grande amor da vida dela, o meu pai, o qual  a senhora desprezou e até tentou afastar os dois.
_Como é que é? Eu nunca tentei afastar o Rubens da sua mãe.
_Pára com isso! Para com esse cinismo. A senhora pode ser rica, ter ações na empresa, ter uma parte dessa propriedade toda mas nunca será digna de afastar um sentimento verdadeiro. Não seja falsa comigo porque até quando eu era um rapaz simples e mau vestido, a senhora falou na minha cara que eu nunca conseguiria nada.
_Luís, a gente pode conversar sobre isso...
_Chega! _diz Luís, forte e totalmente corajoso. _A senhora não vai impedir a felicidade dos meus pais. Enquanto eu estiver aqui nessa mansão, o Rubens vai entrar e vai sair como qualquer pessoa. Ele é o meu pai e faz parte da minha família, querendo ou não, aceitando ou não.
E após falar essas palavras, o rapaz sai deixando a avó séria e engolindo cada palavra em silêncio.

Já no clube Faroeste, Marcos ao terminar de fazer seu show tem uma conversa desagradável com a menina com quem estava saindo.
_Eu não acredito que dei essa bola fora. Você está certa do que está dizendo?
_Claro né? Eu não ia fazer isso sozinha. _diz a jovem chamada Liliane.
_Meu Deus! O que que eu faço agora?
_Assume o teu filho. Você me plantou essa semente e olha, que eu nem queria isso pra mim agora. Mas fui cair aos teus encantos e olha o que eu arrumei pra minha vida. Eu não vou ter coragem nem de olhar na cara da minha mãe.
_A culpa agora é minha? Você quis transar comigo sem camisinha, lembra e agora vem com esse papinho barato pra cima de mim.
_Eu não queria estar grávida ok! É culpa sua, sim.
_Ah garota! Não me tira do sério! Eu não vou assumir a tua gravidez não. Você não ficava só comigo. Tinha outros rapazes também. O filho pode ser de um deles.
Liliane dá um tapa na face de Marcos e diz:
_Você acha que eu sou vadia né? Eu não sou vadia não! Eu fui pra cama só com você porque achei que a gente tinha um lance sério. Mas acho que me enganei. Seu estúpido! Canalha!
Marlene se aproxima dos dois ao ouvir a discussão e pergunta:
_O que se sucede aqui?
_Esse garoto de programa plantou um bebê em mim e não quer assumir a responsabilidade. _ela fala aos quatro ventos e pra quem quisesse ouvir.
_Esse filho não é meu. Tenho certeza disso!

Marlene fica séria com a reação de Marcos.
←  Anterior Proxima  → Inicio
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Meu Canal no Youtube

Novidade!!

Blogs Brasil

Google+ Badge

Ajude o site e ganhe um brinde exclusivo!

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Siga-nos por E-Mail

As Top 5+!

Frase do Dia

Seguidores