...
Feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
® Talentosos Escritores 2011/2015 - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

Postagem em destaque

O sorriso que muda tudo - Texto Especial

Engraçado quando você gosta de uma pessoa e ela não te dá nenhuma chance. Não corresponde seus olhares, alega que a distância é um fardo eno...

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Google+ Followers

Featured Posts

Social Icons

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você
Clique e conheça! Por Adriana Vieira

Tenha Talentosos Escritores no seu E-Mail

Compartilhe suas ideias!

Compartilhe suas ideias!

Em breve!

Marcadores

Traduza!

@Leoangellus

Anuncio!!

Leitor (a) da Semana

Leitor (a) da Semana
Quem será o próximo (a)?
"O site Talentosos Escritores" estará passando por mudanças em breve. Portanto, a ausência de postagens de conteúdos importantíssimos como as novelas por exemplos. Mas isso é algo que estamos organizando, tempo ao tempo. Eu, como administrador, estou contando com uma equipe boa pra poder fazer o site cada vez melhor. A gente está se reunindo pra obter novidades em alta pra você, que nos acompanha há muito tempo. Peço desculpas pela demora dos conteúdos e a gentileza de aguardarem pacientemente. O Talentosos Escritores vai mudar, mas tenho certeza de que será pra melhor ok! Um grande abraço a todos." - Leandro Angellus

Oferta Amazon!

sábado, 5 de agosto de 2017

Atração Fatal (Seriado 8/10)

video

No dia seguinte, Christine organiza a cozinha quando se lembra da discussão com Matt sobre a sua infidelidade e a cena do recente desentendimento ainda martela em sua mente.
“ (...) você sempre foi superior e indiferente em tudo. Quando estou ao seu lado, eu não consigo respirar direito. São tantas cobranças. É tanto isso e aquilo. Eu estou ficando louco! _as palavras de Matt ecoavam em sua cabeça. _eu traí você sim, mas não foi intencional!”
Christine se sente confusa e acaba cortando a mão com uma faca, causando um ferimento pequeno.
_droga! _ela se aflige por dentro. _se Matt pensa que eu vou ficar parada sem tomar uma atitude, ele está muito enganado.
Ela decide telefonar pra Sr. Smith, que a atende gentilmente.
_eu preciso falar com o senhor. É importante! Podemos nos encontrar?
_claro, Christine! Eu vou estar na delegacia daqui á uma hora. Podemos nos falar por lá. _diz Sr. Smith.
_ótima idéia! Me espere que eu te encontro. _ela desliga, com lágrimas no rosto e cheia de raiva.

Distração

 Ao chegar na delegacia, Sr. Smith recebe a visita de Christine que o cumprimenta.
_é um prazer vê-la, Christine! Posso ajudá-la?
_Sr. Smith, o senhor já deve imaginar os motivos que me trouxeram até o seu escritório né?
_bom, eu imagino sim. É sobre o Matt né?
_sim. O senhor está informado que eu descobri a traição dele?
Sr. Smith muda sua expressão de repente e Christine percebe.
_quem é ela, Sr. Smith? Provavelmente, o senhor a conhece!
_Christine, eu juro á você que eu não a conheço.
_mas então você sabe que ele tem outra?
_sim. Perfeitamente. Matt havia me contado que conheceu uma mulher e que ela está deixando-lhe completamente confuso.
_eu quero saber de tudo, Sr. Smith! Eu quero conhecer essa mulher.
_Christine, o Matt nunca me apresentou á ela. Eu só a conheço por nome.
_e qual seria o nome dela? _ela o questiona, curiosa.
De repente, entra um funcionário da delegacia e o chama.
_Senhor, acabou de chegar os documentos que o senhor pediu!
_ótimo! Obrigado por trazê-los! _diz Smith agradecendo.
_então, Sr. Smith! Diga-me o nome dessa safada.
_Christine, vamos fazer uma coisa! Por que você não tenta descobrir sozinha?
_Sr. Smith, o que está dizendo? Eu achava que você era meu amigo.
_eu sou o seu amigo Christine, mas Matt trabalha pra mim. Eu não posso me envolver em assuntos familiares.
_eu já entendi tudo. Mas tudo bem! É como o senhor mesmo disse: eu mesma vou descobrir sozinha sem a ajuda de ninguém. Com licença! _diz Christine, saindo porta afora irritada e deixando o delegado péssimo.
_Ah e muito obrigado pela sua ajuda! O senhor é um verdadeiro anjo de candura!
 Sr. Smith fica sob a mira dos funcionários.
Suzi volta á mexer no tal pacote que havia chegado semanas atrás e com um marcador, ela risca alguns nomes listados.
_vejamos quem será o próximo da lista! _ela se serve de café quente e toma alguns goles antes de continuar.
_eu acho que eu já sei quem é a próxima vítima. Está na hora de fazer uma visita!
Neste momento, Matt decide pensar nos fatos ocorridos quando Justine o telefona.
_oi, Matt! Você queria falar comigo?
_sim. Justine, o Sr. Smith lhe fez uma proposta?
_sim. Ele fez, Matt! Mas eu não entendi direito o que devo fazer.
_é fácil, Justine! Você fará uma festa em sua casa e convidará á todos. Não hesite em chamar Feliciano para o evento.
_Matt, o que pretende fazer?
_você não quer ajudar a polícia á pegar o criminoso que anda fazendo vítimas á cada segundo?
_eu quero muito Matt,  mas tenho medo de que algo possa acontecer.
_não se preocupe! Você será vigiada pela polícia e qualquer ato suspeito, entraremos em cena.
_bom, se é assim que façamos o plano, então!
_obrigado, Justine por colaborar conosco!
Justine desliga e Matt recebe outra chamada. Desta vez é Sr. Smith!
_localizamos um suspeito endereço onde podemos encontrar a Brendha.
_que endereço? Como achou?
_recebemos uma denúncia anônima. Estamos indo pra lá!
_espere que eu vou com vocês! _diz Matt, agitado.
_me passa o endereço que estou indo agora! 
Sr. Smith indica a localização e Matt agradece.

Já Christine desorganiza as roupas de Matt no guarda- roupa e de um dos bolsos da calça comprida, cai um cartão do condomínio.
_mas este é o mesmo condomínio em que uma amiga minha mora. _de repente, ela observa o verso e percebe o número de telefone anotado por caneta.
Sem hesitar, ela pega o celular rapidamente e liga para o número e o telefone toca no apartamento de Suzi, que a atende depois de alguns segundos.
_alô! _diz a sensual mulher.
_Oi! _Christine tenta se manter calma e inventa uma outra voz. _com quem eu falo?
_Suzi Vielmont. Quem deseja? _ela se identifica.
Christine fica sem palavras ao ouvir o tal nome e desliga o telefone no ato.
_não é possível! Não pode ser! _ela fica surpresa consigo mesma, tentando se manter calma e reorganizar suas idéias.

Hora da Organização


Matt e o delegado Smith chegam no local informado pela denúncia anônima e cercam toda a área. Matt saca seu revólver e empurra a porta com o pé rapidamente e não encontra ninguém na casa.
_não tem ninguém, Sr. Smith!
_que coisa estranha, Matt! E agora o que faremos?
_vamos continuar alerta. Foi apenas um alarme falso ou alguém tentando nos intimidar. _diz Matt, irritado.
O delegado decide comunicar á todos os policiais que aguardam do lado de fora.
Matt observa a casa inteira e de repente, ele encontra uma blusa no meio de várias coisas caídas ao chão. Ele supõe que a blusa seja de Brendha e fica pensativo por alguns instantes. O delegado o encontra novamente.
_está tudo bem, Matt?
_sim. Sr. Smith, encontrei isso! _ele mostra á blusa no chão. _Brendha estava aqui, mas ela foi levada embora antes que chegássemos.
De repente, o telefone toca e Matt atende num só toque.
_Policial Mathew? _pergunta a voz.
_sim. Sou eu mesmo! Quem está falando?
_primeiramente peço desculpas por ter chamado a polícia em vão, mas quero que saiba que Brendha está segura.
_o que você quer em troca da Brendha, seu miserável?
_questiona Matt, deixando Sr. Smith preocupado.
_eu quero que você me encontre, Mathew! Vou lhe dar o seguinte endereço e mais: não quero a polícia envolvida nesse encontro, porque se eu desconfiar que os tiras estão por perto, eu mato a Brendha em imediato. Estamos entendidos?
_tudo bem! Eu não vou envolver a polícia nisso. Pode confiar em mim! _diz Matt, fazendo silêncio ao delegado, que se mantém sério.
_também tenho uma exigência á fazer! Quero quinhentos mil reais e que você traga a grana na hora marcada do nosso encontro. E nada de gracinhas, Mathew senão a menina morre e todas as pessoas envolvidas no seu grupo de amizades. Saiba que eu tenho meus contatos e eu estou de olho em cada passo que você der.
O policial fica com uma expressão séria e consente.
_ok! Eu vou tentar arranjar a grana. E não se preocupe, eu vou estar no endereço marcado. Quero ouvir a Brendha agora!
Há um momento de silêncio no telefone e de repente, Brendha diz algumas palavras rapidamente.
_Por favor, me ajuda! Eu quero sair daqui. Por favor!
De repente, a voz interfere e deixa Matt preocupado e convencido de que não se trata de um blefe.
_você já tem a prova suficiente de que não estou brincando?
_sim. Eu percebi sim! _responde Matt,confiante.
_ótimo! _a voz finaliza a conversa e desliga o telefone. Matt encara Sr. Smith e diz:
_agora é tudo ou nada! Devemos ser ágeis, Sr. Smith! Temos um pepino pra fatiar.
_bom, e como vai conseguir essa grana, Matt?
_vamos dar um jeito. Só espero que nada dê errado!
_diz Matt, preocupado.

Já Suzi desliga o chuveiro assim que termina o banho. Após sair do banheiro, ela ouve a campainha tocar e pensa com seus botões.

Suzi no Banho

_só pode ser o Matt! Ele sempre chega nesse horário.
Ela abre a porta animada quando encontra Christine em sua frente.
_Christine? Você por aqui, amiga? Mas por que está tão arrumada assim?
_oi, Suzi! Gostou do meu novo visual?
_nossa, Christine! Você está muito bonita! O que aconteceu pra ficar tão arrumada desse jeito? Vai pra algum lugar especial?
_sim, Suzi! Eu vou para um evento.
_que legal, Christine! E quanto ao Matt?
_Matt é passado, Suzi! Desde que eu soube que ele anda me traindo, eu resolvi abrir mão dele. Eu não quero mais saber do Mathew em minha vida.
_nossa, Christine! Eu não sei o que dizer._diz Suzi, alegre por dentro.
_bom, eu só passei aqui pra vê-la como está e te agradecer por ter me ouvido naquele dia.
_que isso, Christine! Espero que você esteja tomando a atitude certa em relação ao seu casamento.
_obrigada, querida! _agradece Christine, parecendo ser amiga da rival. _é uma sorte ter uma amiga como você.
_a sorte é minha, Christine por ter conhecido você e a sua família. Sempre tive uma pontinha de inveja de você por ter uma família realizada. Eu só sinto muito com essa situação que anda acontecendo ultimamente.
_Não se preocupe, Suzi! Quando Matt perceber que ele fez tudo errado e que agiu conforme o seu pensamento, ele vai se tocar de que não é feliz e vai se arrepender muito de ter me traído com a primeira ordinária que apareceu em nossas vidas. Bom, eu já vou indo! Até mais, amiga!
Ela se despede de Suzi e sai, deixando a jovem pensativa.  Ao fechar a porta, Suzi fica feliz da vida.
_Agora o Matt será meu! Eu tenho certeza disso.

Algumas horas depois, Christine se senta no banco da praça e aguarda Matt chegar no condomínio.  A sua intenção é pegar os dois amantes no flagra e dar o pontapé inicial da separação. De repente, a sua intuição não falha. Matt chega no condomínio, conforme ela previra. Estava chegando a hora de pôr o seu plano em ação, só lhe faltara coragem. Pelo menos, de uma coisa ela tinha certeza: Mathew não era mais aquele homem apaixonado que se dedicava totalmente á ela e ao filho. Ele estava confuso, diferente e Suzi seria a culpada por ter atravessado o seu caminho. Talvez a culpa também seria dele, por se deixar levar por uma atração mútua do sexo e por um simples prazer da vida.
←  Anterior Proxima  → Inicio
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Meu Canal no Youtube

Blogs Brasil

Google+ Badge

Ajude o site e ganhe um brinde exclusivo!

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Siga-nos por E-Mail

As Top 5+!

Frase do Dia

Seguidores