...
Feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
® Talentosos Escritores 2011/2015 - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

Postagem em destaque

O sorriso que muda tudo - Texto Especial

Engraçado quando você gosta de uma pessoa e ela não te dá nenhuma chance. Não corresponde seus olhares, alega que a distância é um fardo eno...

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Google+ Followers

Featured Posts

Social Icons

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você

Música e Poesia - Uma Página feita pra Você
Clique e conheça! Por Adriana Vieira

Tenha Talentosos Escritores no seu E-Mail

Compartilhe suas ideias!

Compartilhe suas ideias!

Em breve!

Marcadores

Traduza!

@Leoangellus

Anuncio!!

Leitor (a) da Semana

Leitor (a) da Semana
Quem será o próximo (a)?
"O site Talentosos Escritores" estará passando por mudanças em breve. Portanto, a ausência de postagens de conteúdos importantíssimos como as novelas por exemplos. Mas isso é algo que estamos organizando, tempo ao tempo. Eu, como administrador, estou contando com uma equipe boa pra poder fazer o site cada vez melhor. A gente está se reunindo pra obter novidades em alta pra você, que nos acompanha há muito tempo. Peço desculpas pela demora dos conteúdos e a gentileza de aguardarem pacientemente. O Talentosos Escritores vai mudar, mas tenho certeza de que será pra melhor ok! Um grande abraço a todos." - Leandro Angellus

Oferta Amazon!

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Atração Fatal - Último Capítulo

video

Belas Pernas

Suzi acende um cigarro de dentro do carro e depois, retoca a maquiagem. Em alguns minutos, ela sai e vai até o galpão antigo e encontra alguns seguranças na portaria. Um deles a reconhece de longe.
é a Suzi! Deixa entrar! _ele ordena aos companheiros que fazem a segurança do local.
Suzi agradece com um olhar sedutor e um deles comenta ao próximo:
_como essa mulher é gostosa, hein?
Ao chegar perto da entrada do escritório, Suzi abre a porta e o desconhecido a cumprimenta.
_ora, ora! Quem está aqui! É a minha princesa Suzi. A razão da minha vida! _ele beija sua mão.
_vamos parar de brincar um pouco e falar sério agora.
_hum. E o que você quer conversar, gata?
_eu quero saber o que você fez com o Mathew.
_caramba! Você só veio aqui por causa do policial? Eu não estou acreditando nisso, Suzi!
_me diga a verdade! Diga que Mathew está bem!
_quer saber mesmo a verdade? Ele está bem, sim! Não fizemos nada com o seu amado. O nosso plano está saindo muito bem, Suzi! Agora tenho um trabalho pra você!
_olha, eu não vou mais fazer trabalho nenhum pra você. Você já tem o Matt, conforme combinamos. Não faço mais parte do seu grupo.
_você está me dispensando, Suzi? Olha que posso fazer com que Matt descubra a verdade sobre você.
_isso é uma ameaça? Porque se for, saiba que eu já contei á Matt que sou prostituta. Não tenho mais nada á esconder.

Bad Boy

_é mesmo, Suzi? E aquele outro segredo que tínhamos? Matt não vai gostar nadinha de saber que a amante tem ficha criminal na polícia e que ela sabe mentir tão bem, á ponto de manipular quem cerca. É o caso do roubo no supermercado, ou pelo menos, a tentativa de roubo, no qual a heroína salva a mulher do príncipe.
_você não deve estar falando sério. Nós tínhamos um acordo. Matt jamais iria saber disso. Você prometeu!
_eu sinto muito, mas eu mudei minhas táticas. Se você pensa em cair fora do jogo agora, saiba que não é uma boa hora. Bom, você decide, Suzi?
_eu te odeio, viu? _diz Suzi, irritada.
_aceite o trabalho que vou te propor e não me decepcione ou o seu segredo será escancarado pra cidade inteira. A polícia vai gostar de saber que você matou um cara, Suzi!
Suzi fica sem palavras e senta-se na cadeira. O desconhecido toca seu rosto e ela o encara fixamente.
_você é tão bonita com essa expressão irritada!
De repente, ela cospe em seu rosto, que fica surpreso com tal ato. Ele se enche de fúria por dentro e lhe dá um soco no rosto.
_Nunca mais faça isso ou eu acabo com você, vagaba! _diz ele, deixando ela com marca no rosto.
Enquanto isso, Mathew fica pensativo com tudo que o tal homem disse á respeito de Smith e de Regina. Ele chega á conclusão de que deve sair dali o mais rápido possível e tentar descobrir a verdade sozinho pra ter certeza de que tudo que soube é verdadeiramente um fato lógico ou uma simples mentira,um engodo pra que ele não consiga resolver o caso em imediato.
De repente, ele ouve vozes vindo do escritório e escuta a voz de Suzi com o desconhecido.
_Não pode ser! Eu estou reconhecendo essa voz feminina. É a Suzi!
Já Smith fica preocupado em não receber a ligação de Matt e decide entrar em ação. Ao cercar todo o velho depósito, ele não o encontra e fica confuso.
_o que aconteceu com o Matt? Ele não está aqui! Um dos policiais comenta:
_Senhor, o Matt não está em lugar nenhum. Algo deve ter acontecido á ele.
_isso não pode acontecer. Vasculhe tudo! Matt tem que ser encontrado.
_sim, senhor! _diz um dos policiais. Smith decide fazer uma ligação e avisa:
_o Matt desapareceu com o dinheiro. Fiquem alerta!_e desliga.

Fiquem Alertas

O desconhecido esquece a arma sob a mesa e vai no banheiro. Suzi aproveita a oportunidade que desejava ter.
_vamos ver quem é o mais esperto aqui, otário!
Ela pega a arma da mesa e aponta em direção á porta do banheiro. O tal homem ao sair se surpreende ao ver o seu próprio revólver apontado em sua direção.
_Suzi, o que pensa que está fazendo?
_estou fazendo o que deveria ter feito há muito tempo.
_você não pode me matar. Você sabe disso tanto quanto eu! Eu ainda sou útil pra você.
_é claro que eu não posso te matar. Não ainda, mas vai chegar o dia em que não haverá mais nenhum motivo de deixá-lo vivo. Você sabe disso tanto quanto eu! Agora, me leve até o Matt!
_você é uma safada, uma ordinária!
_eu aprendi com você, meu amor! Agora, vá antes que eu perca a paciência e exploda seus miolos. _diz ela, com a mão sob o gatilho.
O desconhecido leva Suzi até a sala onde Matt se encontra e os dois ficam frente á frente.
_Suzi? O que está fazendo aqui? _se intriga Matt.
_oi, Matt! É um prazer revê-lo, mas estou ocupada agora. Se puder fazer tudo que digo, vai me ajudar muito!
Matt consente e Suzi ordena que o desamarre.

Desamarre-o

O desconhecido desamarra Matt aos poucos, com uma expressão irada e Suzi olha para os lados, tentando ver se vinha alguém.  Depois de desamarrado, Matt se
Liberta de algumas cordas que ainda o envolvia e Suzi pede para o policial ficar próximo dela. Ele obedece.
_Suzi, eu preciso que ele me responda uma coisa importante. _diz Matt, sensato.
_tudo bem! _diz ela. _só não demore muito.
_eu quero saber da Brendha. Onde ela está?_ele interroga o tal homem.
_eu não vou responder pergunta alguma. _diz ele, irado.
_você vai responder, sim antes que eu acabe com a sua vida nesta sala. _diz ela, cheia de raiva com a arma na mão.
_eu não vou falar porcaria nenhuma. Se quiser, pode me matar! _diz ele.
Matt vira-se á Suzi e a encara. Depois, vira-se á ele e lhe dá um murro em seu tórax, que o faz cair no chão, se contorcendo de dor.
_Ui! Essa doeu até em mim! _diz ela.
_Suzi, o que pretende fazer com ele? _pergunta Matt, se afastando. _ele pode ser útil. Ele sabe onde está
Christine e o meu filho e a Brendha também. E sabe de umas paradas que ainda me confundem as idéias.
_Matt, você é um tolo em achar que a Suzi é de confiança. Ela também esconde algo de você. _diz o homem, atrapalhando a conversa.
Nessa hora, Matt e Suzi se entreolham.
_Então, vai falar ou não desgraçado! _diz ela, irritada, mudando um pouco o assunto.
_Vocês venceram! _ele grita bravo.
Quando ele ia falar, ouvem-se rajadas de tiros e os dois são obrigados á cair fora dali o mais rápido possível.
_Vamos mantê-lo bem seguro aqui dentro. E não se preocupe, meu amor! Apenas confie em mim. _diz ela, correndo pra porta e trancando-o por dentro.
_sua vagabunda! Me tira daqui!_ele começa á gritar furioso de raiva. _Saibam que não vão escapar de mim, seus otários!
Suzi e Matt fogem correndo do escritório e os capangas decidem seguí-lo por todo o galpão abandonado. Com a arma apontada em sua direção, o segurança libera acesso pra Suzi e Matt passarem. Depois, eles entram no carro e fogem apressadamente.
_você é louca, Suzi! Agora percebi o quanto você é louca. _diz Matt, aliviado por ter se livrado da prisão.
_Você ainda não me viu louca, Matt! _diz Suzi, acelerando o carro.
_posso saber por que está envolvida nisso e porque devo confiar em você?
_claro, meu amor! Eu vou te contar tudo. Prometo! Agora, se você não confiar em mim,em quem você confiaria?
_acho bom mesmo, Suzi, porque já estou farto de ser enganado. _diz Matt, revoltado e observando as fotos em que estava Smith nos dias dos crimes._agora, o que me preocupa é a Brendha.
_fica tranqüilo, Matt! _diz Suzi. _Você vai achá-la!
Nesse ínterim, Smith folheia alguns documentos quando o telefone toca.
_oi, é o Sr. Smith falando! O que descobriu?
_senhor, até agora nem sinal do Mathew. _diz um dos policiais.
_tudo bem. Continue na posição e me avise se o virem.
De repente, o telefone celular toca e ele vê no visor. É uma chamada de Mathew.
_espera um instante! _ele deixa o telefone fora do gancho e atende o celular._Mathew, onde está, meu rapaz?
_Sr. Smith, o plano não deu certo. Tive problemas na operação, mas está tudo bem agora. _ele revela.
_mas onde você estava? _pergunta Smith, preocupado.
_eu fui deixado num terreno baldio e me levaram toda a grana. Consegui encontrar o celular por sorte e por isso, estou te ligando. _ele resolve mentir, sob o olhar fixo de Suzi no volante.
Suzi que estava ao seu lado fica atenta na conversa do rapaz com o delegado, mas não desvia a atenção do volante.
_quer que eu mande alguém pra te buscar?
_não será necessário. Eu consegui uma carona e estou indo pra delegacia agora. Alguma informação nova por aí?
_bom, por enquanto nada. Mas é bom saber que você está vivo e que está bem. E agora, quais são as chances de pegar esse bandido?
_senhor Smith, vamos continuar com o plano da festa de Justine. Se estivermos certos desde o início, o criminoso vai atacar outra vez e desta vez, será quem imaginamos. _diz Matt.
_ok! _diz o delegado, consentindo.
Ao desligar o telefone, Matt diz á Suzi:
_vamos ver até aonde vai esse jogo?
_mas você tem certeza de que o seu chefe está envolvido?
_eu não sei de mais nada, Suzi! Eu não sei nem se devo confiar em alguém.
_Matt, não diga isso! Você sabe que estou do seu lado. Até te salvei.
_mas um mistério pra mim, Suzi! Porque está nesse jogo e porque me salvou? Eu só queria pelo menos entender isso.
_não se preocupe, Matt! Você vai entender tudo._diz Suzi, confiante. _Agora, vamos até a Brendha!
Ao chegarem no local, os dois ficam desolados ao perceber que a menina sumira novamente e que mais uma vez, não conseguiram encontrá-la.
_Nada por aqui! _diz ele, se lamentando.
_Tenha calma meu amor! Vamos fazer o jogo deles.
_diz Suzi, determinada.
_Tem algum plano em mente?
_Acho que sim! _diz ela, séria.
Dias se passam e Suzi resolve fazer uma ligação anônima. Em seguida, alguém atende do outro lado da linha.
_então, você quer mesmo fazer isso?
_sim. Eu quero! _ela responde, determinada.
_está entrando numa área arriscada moça.
_eu já estou envolvida. Não tenho escapatória.
_ótimo! Aguarde meu contato que brevemente estarei te ligando novamente.
_obrigada! Você não sabe o favor que me presta.
_Preciso te fazer uma pergunta antes que desligue.
_Diga! _diz ela, já ciente do que deveria ser.
_Tem algum motivo pessoal pra me pedir isso? Suzi, você sabe que a conheço bem.
_Se eu dissesse que não, estaria mentindo.
_Entendi. Enfim, se cuida ok! Tenho muito carinho por você.
_Obrigada! Aguardo contato! _diz Suzi, desligando. _Agora, Matt vai perceber o quanto eu sou de confiança pra ele.

Na delegacia, Sr. Smith pensa em tudo que Matt lhe disse sobre o fato de ter sido abandonado e ter perdido toda a grana que havia arrecadado para a liberdade da menina.
_alguma coisa não está certa. _diz ele, pensativo sobre a mesa.
De repente, Matt surge no escritório e o encontra.
_como anda os preparativos pra festa de Justine?
_até agora, tudo está indo bem. Matt, me responda algo?
_sim. _ele diz, pegando um café.
_você chegou á reconhecer algum dos bandidos que o deixaram neste tal terreno baldio?
_não senhor, porque eu praticamente caí numa cilada organizada por eles.
_hum. Entendi! Mas você, Matt um cara super corajoso, equilibrado, cair numa cilada?
_o que está insinuando?
_você vacilou legal, Matt! Onde estava com a cabeça? Só podia ser aquela mulher de novo né?
_Sr. Smith, eu caí naquela cilada totalmente de propósito. Não houve vacilo! Apenas deixei-me levar todo o dinheiro. Foi uma simples jogada de mestre.
_sabe o que eu acho,  Matt? Você está sabendo de algo e não quer contar-me. Alguma coisa aconteceu neste depósito.
_Sr. Smith, por acaso está desconfiando da minha pessoa? Você acha que eu iria mentir justamente para o senhor que cuidou de mim durante esse tempo todo, que me ensinou como se comportar como um policial honesto e corajoso? _questiona Matt _Não me conhece?
Smith fica pensativo com as palavras do policial e diz:
_desculpa, Matt! Eu confio em você, meu amigo e sei que não mentiria pra mim.
Matt se sente aliviado por dentro e responde:
_Então, está preparado pra pegarmos de vez esse criminoso?
_com certeza, meu amigo! _diz ele, apertando a sua mão.
Suzi consegue encontrar o paradeiro de Brendha e a jovem decide ligar para Matt. Sem hesitar, ele reúne alguns policiais e vão para o endereço marcado. Smith acredita que pode ser outro alarme falso.
Chegando no local, Matt reconhece alguns comparsas do tal desconhecido que falou com ele naquele galpão abandonado e dá sinal pra avançarem. Ele entra escondido num antigo prédio, onde parecia ser um cárcere privado e luta com alguns homens á mão armada. As frotas policiais circundam a área e conseguem prender alguns homens que faziam a segurança do local. Matt finalmente encontra Brendha, que estava toda amarrada e amordaçada. Ele retira as cordas que a prendem e depois, a abraça fortemente, trazendo conforto e esperança.

Salva-me

_obrigada! _diz ela, agradecendo aos prantos, tentando conter a emoção de que foi salva daquela prisão.
_não precisa agradecer, Brendha! Eu estou aqui e nada vai lhe acontecer de mal agora. Fica calma! _diz ele, determinado á levá-la pra bem longe dali.
Horas depois, o delegado brinda por Brendha estar viva e Matt fica feliz que conseguiu salvá-la das mãos dos bandidos.
Já o desconhecido homem pra quem Suzi trabalha, fica irritado ao saber do acontecimento e promete fazer vingança. De repente, o telefone toca e ele atende num só toque.
_o que você quer, sua cadela, safada?
_eu vim te dizer que o seu plano falhou, meu amor!
_vagabunda! Por que você arruinou meus planos?
_simples. Porque eu não sou mais a sua mulher, o seu objeto sexual, o seu ursinho de dormir. Eu me tornei uma pessoa de princípios e eu estou disposta á mudar pra melhor. Não quero mais ser sua escrava!
_você acha que Matt vai viver ao seu lado pra sempre? Está enganada, Suzi! Quando ele descobrir quem é você de verdade, pode esperar! Seus dias estarão contados. Ah e não se esqueça querida: eu ainda tenho a família de Matt comigo!
_eu não tenho medo de ameaças e nem do que pode acontecer comigo. Se Matt descobrir a verdade, tudo certo! Mas é bem provável que ele descubra uma coisa antes e você sabe perfeitamente o que é. Você arruinou o passado de Matt. Quanto a família dele, se prepare porque ele não vai deixar barato.
_eu o quê? Está brincando comigo! Eu não tenho nada á ver com o passado do seu namoradinho. _diz ele, resmungando.
_tem certeza? Porque conforme eu descobri pelos meus contatos, você causou a morte de pessoas inocentes no passado. Matt, por incrível que pareça, jamais perdoaria que os seus pais foram cruelmente assassinados e que o assassino está bem perto do que ele possa imaginar.
_você andou se informando demais ao meu respeito e isso não é bom, minha cara! _diz ele,sendo ameaçador.
_fazer o quê, meu amor? Eu aprendi com a vida e você me ensinou muita coisa. Mas chegou a hora de você saber que eu sei me cuidar sozinha e que aquela garota inexperiente, hoje se tornou uma mulher determinada e que vai fazer de tudo pra ser feliz e escrever a sua própria história, sem que ninguém impeça isso!_ela termina o assunto e desliga o telefone, fazendo com que ele fique furioso de raiva.

*Fim da Primeira Temporada
←  Anterior Proxima  → Inicio
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Meu Canal no Youtube

Novidade!!

Blogs Brasil

Google+ Badge

Ajude o site e ganhe um brinde exclusivo!

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Quem será o próximo (a) Leitor (a) da Semana hein?

Siga-nos por E-Mail

As Top 5+!

Frase do Dia

Seguidores